Bode na Sala
Críticas Destaque Séries

The Mandalorian – 1×02: The Child | Crítica

The Mandalorian – 1×02: The Child | Crítica

The Mandalorian – 1ª temporada

Episódio: The Child

Ano: 2019

Criador: Jon Favreau

Elenco: Pedro PascalNick Nolte

Nesta altura do campeonato, não é novidade alguma dizer que o episódio de estreia de The Mandalorian fez jus ao hype criado em cima da primeira série live-action de Star Wars, deixando os fãs frenéticos. Nele, conhecemos um novo e empolgante protagonista — muito mais interessante que Boba Fett —, um submundo pouco explorado na franquia cinematográfica e um leque de possibilidades — principalmente, após a descoberta feita pelo protagonista nos minutos finais de sua estreia.

Agora, neste segundo episódio, ‘The Child’, a atração dá segmento exatamente de onde o capítulo inicial parou, mostrando o mandaloriano de Pedro Pascal buscando sair do planeta e levar consigo a criança que resgatou. No entanto, os Jawas (sim, eles mesmos) saquearam a sua nave e, para seguir com o seu plano, ele precisa recuperar as peças, em um cenário (e Jawas) que, praticamente, levam o espectador de volta a Tatooine. Para isso, ele contará novamente com a ajuda de Kuiil (Nick Nolte).

E é assim, com esse simples objetivo, que o protagonista passa pelos curtíssimos 30 minutos de duração do episódio, fazendo com que Jon Favreau — showrunner e roteirista — demonstre cada vez mais que o seu objetivo é contar uma boa história, mas sem a megalomania com a qual a franquia cinematográfica nos acostumou. Em ‘The Child’, The Mandalorian mergulha ainda mais no deserto e no clima de western — com uma trilha sonora que é um personagem à parte —, mostrando que, às vezes, se faz muito com pouco.

Logo no começo do episódio, o mandaloriano mostra as suas habilidades de luta, em uma sequência muito bem trabalhada e empolgante. E a ação aparece em mais momentos do capítulo, não deixando a desejar em parte alguma — inclusive, no CGI, que surpreende durante o arco em que o protagonista precisa capturar um ovo, mas, para isso, deve enfrentar o animal que o colocou.

E, ao longo de ‘The Child’, dois pontos são interessantíssimos. O primeiro é o fato de que Favreau e Rick Famuyiwa, diretor do episódio, fazem questão de demonstrar as fraquezas do personagem principal — no auge de um dos três grandes momentos de ação, o protagonista que, ao que tudo indicava, triunfaria, não consegue o seu objetivo. Em outra situação, ele, provavelmente, seria morto, se não fosse uma bem-vinda ajuda de outro personagem. O segundo ponto de destaque são as armas do personagem de Pascal que, aqui, são exploradas e explicam a fama dos guerreiros mandalorianos. Claro, sem falar na criança que dá o nome ao capítulo, que tem tudo para não ser apenas influente na série, mas em toda a franquia.

Ainda preparando terreno, o segundo episódio de The Mandalorian não decepciona e consegue manter a empolgação pela atração, apesar de não trazer nada significativamente novo. A sua duração que, sim, foi muito curta, foi bem aproveitada, mas não suficiente para que outros personagens fossem apresentados (cadê a Gina Carano, gente?), restringindo o capítulo a poucas falas — a primeira palavra é dita aos 10 minutos —, mas que serviu para conhecer um pouco mais do protagonista. A série de Star Wars segue promissora e está pronta para entregar mais.

Nota:


Quer ficar por dentro de todas as novidades sobre filmes e séries? Curta a nossa página no Facebook!

The following two tabs change content below.
Jornalista e radialista, é um dos fundadores do Bode na Sala. Se orgulha de ter nascido em São Borja, no interior do Rio Grande do Sul, e, atualmente, mora em Porto Alegre. Trabalhou em todas as áreas que se pode imaginar, mas acabou caindo no submundo geek. É fã do Jim Carrey, acha que o Ben Affleck é o melhor Batman do cinema, não suporta pseudo-cultismo e pretende dominar o mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close