Bode na Sala
Destaque Filmes Notícias

Coringa supera O Máskara e se torna o filme baseado em HQ mais lucrativo da história

Coringa supera O Máskara e se torna o filme baseado em HQ mais lucrativo da história

É um recorde quebrado atrás do outro… De acordo com a Forbes, agora, Coringa se tornou o filme baseado em quadrinhos mais lucrativo da história do cinema.

A publicação afirma que os US$ 957 milhões arrecadados pelo longa estrelado por Joaquin Phoenix totalizaram 15,31 vezes o seu valor de produção, que foi de apenas US$ 62,5 milhões. Com isso, o longa supera o recordista anterior: O Máskara (1994), que conseguiu US$ 351 milhões em cima de seus US$ 23 milhões de orçamento.

O ranking dos filmes baseados em HQ’s mais lucrativos:

  • Coringa (2019) – US$ 957 milhões de bilheteria / US$ 62,5 milhões de custo
  • O Máskara (1994) – US$ 351 milhões de receita / US$ 23 milhões de custo
  • As Tartarugas Ninja (1990) – US$ 200 milhões de bilheteria / US$ 13,5 milhões de custo
  • Deadpool (2016) – US$ 783 milhões de bilheteria / US$ 58 milhões de custo
  • Batman (1989) – US$ 411 milhões de bilheteria / US$ 35 milhões de custo
  • Venom (2018) – US$ 854 milhões de bilheteria / US$ 90 milhões de custo)

Ainda segundo a Forbes, o longa dirigido por Todd Phillips também é o terceiro mais barato a alcançar a marca dos US$ 900 milhões, perdendo apenas para Bohemian Rhapsody (2018), com custo de US$ 52 milhões e faturamento de US$ 905 milhões, e O Rei Leão (1994), com orçamento de US$ 55 milhões e arrecadação de US$ 968 milhões.

Assim que Coringa ultrapassar a barreira do bilhão, será o filme mais barato a conseguir o feito.

Coringa está em cartaz nos cinemas nacionais. Leia a nossa crítica!


Quer ficar por dentro de todas as novidades sobre filmes e séries? Curta a nossa página no Facebook!

The following two tabs change content below.
Jornalista e radialista, é um dos fundadores do Bode na Sala. Tem 26 anos, se orgulha de ter nascido em São Borja, no interior do Rio Grande do Sul, e, atualmente, mora em Porto Alegre. Trabalhou em todas as áreas que se pode imaginar, mas acabou caindo no submundo geek. É fã do Jim Carrey, acha que o Ben Affleck é o melhor Batman do cinema, não suporta pseudo-cultismo e pretende dominar o mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close