Bode na Sala
Destaque Filmes Notícias

Vingadores: Ultimato | Roteiristas explicam porque decidiram matar o Homem de Ferro no filme

Vingadores: Ultimato | Roteiristas explicam porque decidiram matar o Homem de Ferro no filme

Em entrevista ao Canada.com, os roteiristas de Vingadores: Ultimato, Christopher Markus e Stephen McFeely, contaram que chegaram a explorar a opção de deixar o Homem de Ferro (Robert Downey Jr.) vivo no final do filme, mas preferiram fechar definitivamente o arco do personagem.

“Nosso objetivo não era só matar personagens. Disseram para nós: ‘se a história precisar, você pode matar personagens. Mas se há uma boa história para contar sem ninguém morrer, vá em frente e conte isso também'”, explicou Markus.

E, mesmo com essa liberdade criativa, os dois decidiram que o melhor era realmente matar Tony Stark: “Em Ultimato, estávamos tentando finalizar arcos e, para o Homem de Ferro, se sacrificar pelo bem do universo pareceu uma boa conclusão para o playboy bilionário que estava aprendendo ao longo de vários filmes [a ser uma pessoa melhor]”, detalhou o roteirista.

De acordo com McFeely, não há receios sobre as próximas fases do estúdio. “Uma das coisas que faz esse filme funcionar é que nós pudemos, junto com os diretores, fechar um capítulo. Isso significa que você pode contar uma história totalmente diferente agora e se preocupar apenas com o que vai acontecer daqui a uns três anos. Isso é um risco absoluto. Quinze anos atrás o estúdio não permitiria a morte do Homem de Ferro sob nenhuma circunstância, mas [agora] isso foi bom para a narrativa”, disse.

Vingadores: Ultimato arrecadou US$ 2,793 bilhões ao redor do mundo, tornando-se o filme de maior bilheteria de todos os tempos. Leia a nossa crítica!


Quer ficar por dentro de todas as novidades sobre filmes e séries? Curta a nossa página no Facebook!

The following two tabs change content below.
Jornalista e radialista, é um dos fundadores do Bode na Sala. Tem 26 anos, se orgulha de ter nascido em São Borja, no interior do Rio Grande do Sul, e, atualmente, mora em Porto Alegre. Trabalhou em todas as áreas que se pode imaginar, mas acabou caindo no submundo geek. É fã do Jim Carrey, acha que o Ben Affleck é o melhor Batman do cinema, não suporta pseudo-cultismo e pretende dominar o mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close