Bode na Sala
Destaque Especiais Filmes Netflix

Cinco ótimos filmes do catálogo da Netflix que se passam no inverno

Cinco ótimos filmes do catálogo da Netflix que se passam no inverno

Ah, o inverno! Mesmo que as delícias do frio estejam longe de ser um consenso – muita gente já espera ansiosamente pela chegada da primavera – , todo mundo deve concordar que assistir um filminho em casa, embaixo das cobertas, é um ótimo programa para um final de semana gelado. Em homenagem à estação mais charmosa do ano, listamos para vocês cinco filmes presentes no catálogo da Netflix que se passam durante o inverno. E tem para todos os gostos! Do drama ao terror, é só escolher o filme, preparar a pipoca e puxar o cobertor.


  • O Estranho Mundo de Jack (1993)

A animação em stop motion produzida por Tim Burton conta a história de Jack Skellington, que mora na Cidade do Halloween. Certo dia, cansado do lugar onde vive, Jack abre um portal para A Cidade do Natal. Encantado pelo clima de alegria e de harmonia naquele lindo lugar nevado, ele tem uma ideia. Ao voltar para sua terra, ele convence os cidadãos a sequestrar o Papai Noel para assumir o seu papel de entregar presentes para as crianças. No entanto, os seus conterrâneos não conseguem entender bem a proposta da festa natalina e acabam a transformando em um verdadeiro pesadelo. Tudo bem que o filme não se passa completamente no inverno, mas a paisagem invernal da Cidade do Natal é um dos grandes atrativos que mexem com a cabeça de Jack.


  • O Labirinto do Fauno (2006)

No longa dirigido por Guillermo Del Toro, Ofelia (Ivana Baquero), uma menina de 10 anos, se muda com sua mãe, Carmen (Ariadna Gil), para a região das montanhas ao norte de Navarra, na Espanha, durante 1944. Naquele ano, a Guerra Civil já havia terminado, mas um grupo de rebeldes ainda segue em batalha. Naquele lugar, Ofelia espera pelo seu novo padrasto, um oficial fascista que luta para exterminar os guerrilheiros da localidade. Solitária, a menina logo descobre a amizade de Mercedes (Maribel Verdú), jovem cozinheira da casa, que serve de contato secreto dos rebeldes. Tudo muda quando, em um de seus passeios pelo jardim da imensa mansão em que moram, Ofelia descobre um labirinto que faz com que todo um mundo de fantasias se abra, trazendo consequências para todos. Del Toro transforma aquela história em um suspense gótico e incrivelmente bem trabalhado, impressionando com suas criaturas fantásticas.


  • 30 Dias de Noite (2007)

O frio intenso é o menor dos problemas para os habitantes desta pequena cidade localizada no Alasca. Durante o inverno, a região enfrenta 30 dias ininterruptos sem que o sol apareça. Como se a escuridão e as temperaturas baixíssimas não fossem desafios suficientes, um grupo de monstruosos vampiros decide se aproveitar deste período no qual a noite não termina para realizar um verdadeiro banquete. O casal de xerifes Eben (Josh Hartnett) e Stella Oleson (Melissa George) precisarão defender a cidade e proteger seus moradores, até que o Sol volte a surgir no horizonte.


  • Os Oito Odiados (2015)

Escrito e dirigido por Quentin Tarantino, este é mais um exemplar dos grandes filmes do diretor. No velho oeste, um caçador de recompensas e sua prisioneira tentam cruzar as gélidas paisagens do Wyoming em uma carruagem. No caminho, se juntam a eles outros dois viajantes: outro reconhecido caçador de recompensas e um homem que afirma ser o novo xerife de Red Rock, o destino final do grupo. No entanto, uma nevasca os força a procurar abrigo antes de seguir viagem. No local escolhido para se protegerem encontram vários desconhecidos, e começam a perceber que talvez nada seja realmente o que parecia ser.


  • O Regresso (2015)

1823. O lendário Hugh Glass (Leonardo DiCaprio) sofreu graves ferimentos de um brutal ataque de urso enquanto explorava terras ainda não desbravadas. Quando sua equipe de caça o deixa para morrer, Glass precisa utilizar suas habilidades de sobrevivência para encontrar um caminho de volta para casa, em uma nova caçada em busca de vingança. O filme, que rendeu o tão esperado Oscar a Leonardo DiCaprio e a segunda estatueta de melhor direção a Alejandro González Iñárritu, traz um visual incrível, com paisagens deslumbrantes e uma reconstituição histórica primorosa. O filme foi todo rodado usando luz natural, sem o uso de qualquer artifício de iluminação. Com isso, a equipe só conseguia filmar por pouco mais de uma hora por dia – mas todo o trabalho valeu a pena, pois o longa é um espetáculo.


Quer ficar por dentro de todas as novidades sobre filmes e séries? Curta a nossa página no Facebook!

The following two tabs change content below.

André Bozzetti

André Bozzetti é professor. Formado em educação física e cinéfilo desde que se entende por gente, começou a estudar a sétima arte por conta própria e criou o projeto Clube das 5 de cinema escolar, do qual é coordenador atualmente, no município de Alvorada. Tem uma queda forte pelo cinema europeu mas não dispensa um bom blockbuster. Sente saudades dos filmes de Vincent Price nas sessões do Corujão.

Latest posts by André Bozzetti (see all)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close