Bode na Sala
Artigos Games

EA se defende em relação às práticas de loot box

EA se defende em relação às práticas de loot box

Não é de hoje que a EA está envolvida em polêmicas, ainda mais quando se trata de suas franquias mais famosas, entre elas Fifa, Battlefield e, mais recentemente, em Star Wars. Em todo caso, apesar das críticas recebidas, todos os games citados conquistaram números significativos em termos de vendas, e conseguiram continuações ou, ao menos, conteúdos adicionais pagos.

Desta vez, porém, a EA resolveu sair na defensiva. Em entrevista, Kerry Hopkins, vice-presidente dos Assuntos Legais e Governamentais na Electronic Arts, falou perante o Comitê Digital, Cultural, Mídia e Esporte, que as práticas da empresa não são puramente financeiras, e tem como proposta alimentar um mercado já saturado com outras práticas ‘ofensivas’ e em alguns casos lesivas ao consumidor.

Para exemplificar as críticas sofridas ao loot box, a empresa disse que a ideia é muito parecida com um ‘Kinder Ovo’, no qual você paga pela surpresa e pelo chocolate, mas que não tem certeza do que vai ganhar. Hopkins afirma que a EA não chama a prática de loot box, e que as vendas para Playstation 4 são ótimas, e foi por causa disso que outras franquias receberam esses conteúdos.

Chamada de ‘mecânica surpresa’, a ideia será implementada em outras franquias, e no futuro receberá atenção especial para se adequar a política de cada país. No entanto, por conta da burocracia, ao menos no momento, a ideia da EA é planejar conteúdos adicionais ‘relevantes’, que não envolvam diretamente essa mecânica.


Quer ficar por dentro de todas as novidades sobre filmes e séries? Curta a nossa página no Facebook!

The following two tabs change content below.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close