Bode na Sala
Destaque Especiais Filmes Netflix

Cinco excelentes animações da Pixar disponíveis na Netflix

Cinco excelentes animações da Pixar disponíveis na Netflix

Em mais de 20 anos de história, a Pixar é um estúdio de animação impecável na qualidade de animação, responsável por popularizar o uso do CGI, que é praticamente a regra hoje em dia. Mas não apenas na parte técnica, os filmes do estúdio nunca deixam de impressionar por trazer ótimas histórias, personagens marcantes e por quase sempre fazer chorar. Por isso, separamos cinco dos melhores filmes da Pixar disponíveis na Netflix.

  • Os Incríveis (2004)

Combinando os melhores elementos de filmes de super-heróis e thrillers de espionagem, Os Incríveis é um estouro. A animação tem um ritmo agitado, uma trilha sonora triunfal, excelentes personagens e cenas de ação que são ótimas até pros dias de hoje. A dinâmica familiar disfuncional com super poderes é ótima e acertadamente pega elementos de Quarteto Fantástico.

  • Wall-E (2008)

O primeiro terço da animação é quase como um filme mudo. Sem a presença de qualquer humano ou diálogo, acompanhamos a solitária rotina de Wall-E limpando a terra das toneladas de lixo que a humanidade produziu antes de evacuar o planeta. O mundo do robô é alterado completamente quando ele encontra EVA, uma linda robô com a missão de procurar sinais sobre a possibilidade de vida na Terra novamente, e se apaixona por ela. A animação é uma belíssima aventura de ficção científica com uma excelente mensagem ambiental.

  • Up: Altas Aventuras (2009)

É virtualmente impossível não se emocionar com o começo de Up. Depois de acompanhar a vida inteira de Carl e Ellie, desde a infância, até o casamento, a incapacidade do casal de ter filhos, o plano de viagem constantemente adiado por imprevistos financeiros, o envelhecimento e a triste morte de Ellie logo na abertura do filme, parece impossível que o resto seja tão bom quanto. Mas é sim. Up é uma aventura divertida e tocante. Carl, o irritante Russell e o cão Doug formam um excelente time na inspiradora viagem à América do Sul.

  • Toy Story 3 (2010)

Originalmente considerado o (perfeito) final para a franquia, Toy Story 3 é uma obra-prima. Na trama, Woody, Buzz e companhia vivem encaixotados por Andy, agora velho demais pra brincar com eles. Quando os brinquedos são acidentalmente doados para uma creche, eles reencontram o prazer de ter alguém para brincar com eles novamente. A conclusão do filme, como não poderia deixar de ser, é emocionante para todos aqueles que já tiveram brinquedos favoritos, mas tiveram que deixá-los ir com o passar dos anos.


  • Divertida Mente (2015)

Depois de alguns anos em uma fase sem filmes excelentes e clássicos instantâneos (que contava com Carros 2, Valente e Universidade Monstros), Divertida Mente foi o retorno da Pixar à velha e amada forma. Explorando agora o emocional infantil, a animação caracteriza as emoções Alegria, Tristeza, Nojinho, Raiva e Medo como pequenos seres vivendo dentro da cabeça das pessoas. Quando Riley, de 11 anos, passa por uma mudança, os sentimentos dela começam a perder o controle, ela acaba emocionalmente instável. Divertida Mente, além de uma excepcional animação, ainda tem o brilhante feito de explicar o que é depressão para as crianças.

Quer ficar por dentro de todas as novidades sobre filmes e séries? Curta a nossa página no Facebook!

The following two tabs change content below.
Estudante de jornalismo, tem 20 anos e é assistidor de séries semi profissional. Fissurado em cinema desde sempre, nunca trabalhou na área e pretende mudar isso algum dia. Fã do Studio Ghibli e de musicais, é fissurado no cinema sul-coreano e nas suas formas de vingança.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close