Bode na Sala
Especiais Filmes Netflix Séries

Dica de Quinta | Cinco filmes com alienígenas na Netflix para todos os gostos

Dica de Quinta | Cinco filmes com alienígenas na Netflix para todos os gostos

Essa semana marcou a estreia de MIB: Homens de Preto – Internacional nos cinemas. Hollywood sempre foi fascinada por seres de outro mundo, desde os clássicos “trash” de Ed Wood até a reunião dos Vingadores para enfrentar Thanos. Nesta Dica de Quinta, o Bode na Sala separou cinco filmes de alienígenas que estão disponíveis no Netflix para você assistir nesse final de semana.


  • Aniquilação

No segundo filme dirigido por Alex Garland, experiente roteirista por trás de Extermínio e A Praia, temos uma adaptação do romance homônimo de Jeff VanderMeer, que chegou direto ao catálogo do Netflix. Na trama, acompanhamos a jornada da bióloga Lena (Natalie Portman), que, deprimida pelo desaparecimento do marido, embarca numa expedição governamental rumo à “Área X” – região atingida por um meteoro cuja singularidade biológica cresce cada vez mais, causando toda a aniquilação do título. Como toda boa ficção científica, o subestimado Aniquilação serve como metáfora para assuntos intrinsecamente humanos, como depressão, sofrimento e a inevitabilidade da natureza.


  • Círculo de Fogo

Robôs gigantes enfrentam monstros gigantes que saem do centro da Terra. Isso é o que você precisa saber para acompanhar a trama de Círculo de Fogo, a grande homenagem de Guillermo del Toro aos filmes de monstro japoneses. Sem a menor intenção de complicar ou de problematizar a existência dessas figuras, Círculo de Fogo é exatamente o que parece: um espetáculo visual muito bem conduzido. Os personagens humanos tem arcos básicos e simplórios, não tirando em nenhum momento o foco dos gigantes que são, de fato, os protagonistas da história. Se você se empolga ao ouvir frases como “robô usando um navio como porrete” e “soco-míssil”, esse é o filme para você.


E.T.: O Extraterrestre

Um dos maiores êxitos da carreira de Steven Spielberg, E.T. é um dos grandes clássicos do cinema-pipoca de todos os tempos. Síntese incrível de espírito aventuresco, doce e inocente que marcou o cinema infanto-juvenil dos anos 1980, E.T. acerta em cheio nosso coração ao entregar uma das criaturas mais simpáticas da história do cinema, acompanhada por um elenco infantil extremamente carismático. Com uma trilha sonora incrível de John Williams e um dos trabalhos de direção mais inspirados da carreira de Spielberg, E.T. é diversão certa para toda a família. Obrigatório.


  • Perdidos no Espaço

Releitura de uma das clássicas séries de Irwin Allen, Perdidos no Espaço é um competente exemplo de atualização de uma franquia que não sacrifica a essência do material original. Apostando no clima aventuresco e na interação entre os personagens da família Robinson, Perdidos no Espaço entrega um robô pra lá de simpático, um dos grandes trunfos do subestimado filme. Com uma bela atuação de Gary Oldman como Sr. Smith e a ilustre presença de Matt LeBlanc, Perdidos no Espaço é diversão garantida.


  • Sinais

Representante de uma época mais inspirada e menos megalomânica da carreira de M. Night Shyamalan, Sinais é um filme competente, que explora com inteligência a cultura UFO e toda a sua paranóia conspiracionista. Protagonizado por Mel Gibson e Joaquim Phoenix, a produção aposta numa narrativa intimista sobre uma invasão alienígena, mostrando-a do ponto de vista de uma família disfuncional do interior dos EUA. Ao longo do ataque dos ET’s, laços que estavam quebrados são reatados, a fé é restabelecida e pessoas encontram os seus caminhos. O filme ainda conta com uma homenagem bem bacana à Passo Fundo, cidade do interior do RS que foi palco de um caso que despertou a curiosidade dos ufólogos nos anos 1970.


Para mais dicas, especiais, notícias e críticas, siga o Bode na Sala no Facebook e no YouTube!

The following two tabs change content below.
Jornalista em formação, ex-membro do finado e saudoso Terra Zero e leitor de histórias em quadrinhos. Fã de ficção científica e terror, divide seu tempo livre entre o cuidado com suas dezenas de gatos e a paixão pela cultura pop. Sonha com o dia em que perceberão que arte é sim, uma forma de discutir política.

Latest posts by Pedro Kobielski (see all)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close