Bode na Sala
Destaque Filmes Notícias Séries

Warner e Universal consideram se juntar ao boicote à Georgia por lei de restrição ao aborto

Warner e Universal consideram se juntar ao boicote à Georgia por lei de restrição ao aborto

Segundo o The IndependentNBCUniversal e WarnerMedia consideram se juntar ao boicote a Geórgia caso o estado norte-americano passe a controversa lei de restrição ao direito do aborto, prática descriminalizada em todo o território dos Estados Unidos desde 1973.

De acordo com a BBC, lei, se aprovada, impede que as mulheres façam o procedimento assim que um médico encontrar o batimento cardíaco do feto. A proibição é controversa, especialmente considerando que a detecção de batimento cardíaco pode ocorrer por volta das seis semanas de gravidez, quando muitas mulheres nem sequer sabem que estão grávidas.

Nós esperamos que os projetos da batida do coração e leis similares em vários estados irão encontrar sérios desafios legais e não entrarão em efeito enquanto o processo ainda corre no tribunal,” apontou a NBCUniversal em uma declaração na quinta. “Se alguma dessas leis forem aprovadas, irá fortemente impactar a nossa decisão de produzir o nosso conteúdo no futuro.

O representante da WarnerMedia compartilhou uma posição similar. “Se a nova lei prosseguir nós consideraremos a Geórgia como o lar de qualquer produção nova. Se for o caso, nós trabalharemos próximo de nossos parceiros de produção e talento para determinar como e onde filmar qualquer projeto novo.”

A Geórgia oferece crédito fiscal, o que atrai muitas produções cinematográficas e de TV. A indústria é responsável por mais de 92 mil empregos no Estado, de acordo com a Associação de Cinema da América (MPAA). Apenas em 2018, 455 obras, entre filmes e séries, foram filmadas.

Ao todo, nove estados americanos até agora já passaram banimentos similares ao da Geórgia.

 

Quer ficar por dentro de todas as novidades sobre filmes e séries? Curta a nossa página no Facebook!

 

The following two tabs change content below.
Estudante de jornalismo, tem 20 anos e é assistidor de séries semi profissional. Fissurado em cinema desde sempre, nunca trabalhou na área e pretende mudar isso algum dia. Fã do Studio Ghibli e de musicais, é fissurado no cinema sul-coreano e nas suas formas de vingança.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close