Bode na Sala
Críticas Destaque Séries

Game of Thrones – 8×04: The Last of the Starks | Crítica

Game of Thrones – 8×04: The Last of the Starks | Crítica

Game of Thrones – 8ª temporada

Ano: 2018

Criadores: David BenioffD.B. Weiss

Elenco: Peter DinklageKit Harington, Emilia ClarkeLena HeadeyNikolaj Coster-WaldauSophie TurnerMaisie Williams, Liam Cunningham, Carice van Houten, Nathalie Emmanuel, Alfie Allen, John Bradley, Isaac Hempstead Wright, Gwendoline Christie, Conleth Hill, Rory McCann, Jerome Flynn, Kristofer Hivju, Joe Dempsie, Jacob Anderson , Hannah Murray, Iain Glen

Após a tão esperada Batalha de Winterfell, que pode ter sido decepcionante para muitos, mas que para todos os efeitos já passou — assim como a Longa Noite (que durou uma noitezinha só). Game of Thrones chutou a bola para frente e, agora, a série ruma para a sua aguardada conclusão. Cersei (Lena Headey) é a inimiga final e ela deve ser derrotada. E, para aqueles que esperavam mais do Rei da Noite, convenhamos que o personagem não tinha motivação, desenvolvimento ou qualquer coisa relacionada a ele. Ter a Cersei como vilã final é muito mais coerente por causa de tudo que a série nos forneceu a respeito dela por quase uma década.

Os heróis que bravamente morreram tentando proteger os vivos são enterrados. Jorah (Iain Glen), Beric (Richard Dormer), Theon (Alfie Allen), Lyanna (Bella Ramsey) e milhares de outros são cremados em uma cerimônia repleta de respeito e luto. Pouco tempo depois começa a comemoração. No castelo de Winterfell , os vivos comemoram os nobres feitos da noite passada e as dinâmicas entre os personagens são atualizadas. Jon Snow (Kit Harrington) é visto como um herói aos olhos de todos e é celebrado de forma unânime, já Daenerys (Emilia Clarke), que teve a mesma participação de Jon na batalha, é esquecida. A auto-proclamada Rainha dos Sete Reinos legitima Gendry (Joe Dempsie) e, agora, o bastardo é Gendry Baratheon, Lorde de Ponta Tempestade. Arya (Maisie Williams), a verdadeira heroína da noite, não está em lugar algum. O ferreiro eventualmente a encontra e declara o seu amor por ela, uma vez que ele não é mais um bastardo, ele pede a mão dela em casamento. Mas Arya, uma das únicas personagens da série que ainda age como ela mesma, recusa a proposta, dizendo que não se vê como a esposa de ninguém.

Emilia Clarke, em sua melhor atuação na série até aqui, tem a sua hora para brilhar. Daenerys e Jon dividem um momento íntimo antes da inevitável verdade sobre a relação de sangue deles vir á tona novamente e não para aí. A ‘última’ Targaryen expressa seus medos quanto à popularidade do seu amante e a recém-descoberta pretensão que ele tem ao Trono de Ferro. Jon, que nem queria ser Comandante da Patrulha da Noite quanto mais Rei do Norte, reafirma a sua lealdade e que nunca quis título algum. Mas não é o suficiente para ela. A cena flui muito bem e dá a entender que, mesmo que ambos tenham entrado em termos com a parte incestuosa da relação, o lado de legitimidade e reivindicação nunca permitirá que os dois possam ficar juntos.

Contra os fundamentados protestos de Sansa (Sophie Turner), que insiste que todos devem descansar antes de embarcar para mais uma batalha, todos partem imediatamente para tirar a Cersei do Trono à força. Dá início a uma cena surpreendente que quebra expectativas do espectador e choca tanto que é possível dizer que, por um instante, a série voltou a ter o clima de ninguém está a salvo das primeiras temporadas. Na segurança da Fortaleza Vermelha, Cersei Lannister teve todo o tempo do mundo para antecipar o ataque da rival e se preparou divinamente. Apenas com as tropas marítimas de Euron Greyjoy (Pilou Asbæk), Daenerys é simplesmente humilhada tanto no mar como no céu. A tensão, imprevisibilidade e perdas da cena foram emocionantes. Um vigor que não víamos faz tempo foi investido nessa sequência.

Com tudo fora do controle, uma vez que o cerco a Porto Real falhou miseravelmente, Daenerys tem de lidar com o seu fracasso e preparar seu próximo movimento. Sua decisão de atacar e, possivelmente, acabar matando inúmeros inocentes é mal vista pelo seu conselho e seu círculo de confiança fica dividido. Futuras traições daqueles que querem o bem do reino acima do bem-estar da Rainha parecem evidentes. Varys (Conleth Hill), após algumas temporadas apagado, finalmente teve a chance de voltar a ser o Mestre dos Sussurros que o consolidou como um dos personagens mais intrigantes do reino.

No entanto, a brilhante construção da derrota inesperada dos nossos heróis é altamente prejudicada por decisões questionáveis dos personagens. Daenerys está cada vez mais próxima de perder a cabeça e seguir os passos de seu pai, o Rei Louco. O que é deprimente para a Mãe dos Dragões que, depois de temporadas de luta e reinvindicações, será reduzida a mais uma ameaça e uma louca. Temporadas de desenvolvimento e redenção para Jaime Lannister (Nikolaj Coster-Waldau) parecem ter sido jogadas pela torre com o personagem aparentemente voltando a ficar do lado da irmã, por mais insana que Cersei fique. Que desperdício.

Mais perto do que nunca do seu derradeiro final, Game of Thrones entrou em um território muito perigoso. Enquanto a série perfeitamente cria o clima para a sua última e mais importante batalha, o roteiro e a incapacidade de deixar os personagens agirem com coerência pode acabar prejudicando os dois episódios derradeiros de formas irreparáveis.

Nota do crítico:

 

Nota dos usuários:

[Total: 3    Média: 3.3/5]

Quer ficar por dentro de todas as novidades sobre filmes e séries? Curta a nossa página no Facebook!

The following two tabs change content below.
Estudante de jornalismo, tem 20 anos e é assistidor de séries semi profissional. Fissurado em cinema desde sempre, nunca trabalhou na área e pretende mudar isso algum dia. Fã do Studio Ghibli e de musicais, é fissurado no cinema sul-coreano e nas suas formas de vingança.

Comments

  1. a atitude de Jaime me incomodou também, foi muito do nada… mas Daenerys está trilhando esse caminho já tem algum tempo. acho bom para a imprevisibilidade da trama.

    gostei bastante desse episódio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close