Bode na Sala
Artigos Destaque Filmes Teoria

O futuro de Loki no Universo Cinematográfico Marvel

O futuro de Loki no Universo Cinematográfico Marvel

Por Dudu Corrêa

Desde que Loki (Tom Hiddleston) foi brutalmente assassinado por Thanos (Josh Brolin) nos primeiros minutos de Vingadores: Guerra Infinita (2018), muito se conjecturou sobre a participação do Deus da Trapaça em Vingadores: Ultimato (2019).

Enquanto algumas teorias argumentavam que Loki havia enganado Thanos e, portanto, estaria vivo, outras alegavam que Loki seria revivido junto com os demais personagens que foram obliterados por Thanos nos últimos minutos de Vingadores: Guerra Infinita.

O fato é que nenhuma das teorias se confirmou, já que, como vimos em Vingadores: Ultimato, Loki só aparece quando os heróis remanescentes viajam ao passado para coletar as Joias do Espaço, da Mente e do Tempo, minutos após a batalha de Nova Iorque, ocorrida em Os Vingadores (2012).

Acontece que o plano dos heróis para “roubar” o Tesseract não foi bem-sucedido, resultando na fuga de Loki com artefato e uma nova viagem de Steve Rogers/Capitão América (Chris Evans) e Tony Stark/Homem de Ferro (Robert Downey Jr.) para 1970, na tentativa de consertar a trapalhada.

Muitos acreditam que a fuga de Loki com o Cubo Cósmico acabou criando um linha do tempo alternativa à cronologia oficial do Universo Cinematográfico Marvel, enquanto outros defendem que este acontecimento teria sido anulado quando Steve Rogers e devolveu a pedra no final do filme.

Independente das consequências das viagens no tempo dentro do UCM, o fato é que em novembro de 2018, a Disney, proprietária do Marvel Studios, anunciou, além da criação do seu serviço de streaming, o Disney+, a produção de várias séries originais da Marvel, entre elas, uma série do Loki com a participação de Tom Hiddleston.

Após a notícia, a opinião pública se dividiu entre os que acreditavam que a série um prelúdio, retratando as aventuras de um Loki mais jovem, contando com Hiddleston apenas como narrador, e os que afirmavam que o astro estrelaria a série, já que o produtor Kevin Feige, presidente do Marvel Studios, esclareceu que as séries do Disney+ se passariam no mesmo universo dos filmes, inclusive, contando com o mesmo elenco.

Em fevereiro deste ano, o executivo Alan Horn, presidente do Walt Disney Studios, confirmou Tom Hiddleston como protagonista da série, dando fim às especulações sobre a participação do ator, mas abrindo precedente para um nova teoria deste que vos escreve.

Desde a estreia do personagem em Thor (2011), até a sua trágica morte em Vingadores: Guerra Infinita, qual foi o único momento em que perdemos Loki de vista?

Exatamente após a intervenção desastrosa de Tony Stark e Scott Lang/Homem-Formiga/Gigante (Paul Rudd) em 2012, no momento em que Loki pegou o Tesseract e… sumiu!

Para onde Loki foi? O que Loki fez? Qual o desfecho desta história? Tudo indica que a viagem no tempo em Vingadores: Ultimato também acabou — suponho, propositalmente — dando a “sobrevida” necessária para a série de personagem.

Sim, minha teoria é que o plot (enredo) da série vai girar em torno da fuga de Loki e os consequentes desdobramentos deste acontecimento, funcionando como uma espécie de spin-off (história derivada) de Vingadores: Ultimato.

Eu já posso ouvir um Loki arrogante, cretino e debochado, falando, em tom jocoso: “Esta história aconteceu em 2012, quando eu fui preso, depois de tentar dominar a Terra. Eu estava prestes a ser deportado para Asgard, onde teria meu julgamento e passaria a eternidade preso, mas fui salvo pelos Vingadores, que vieram de 2023 [ano em que Vingadores: Ultimato se passa] e me ajudaram a escapar”.

 

E você, leitor, qual a sua opinião sobre esta teoria? Você projeta algo diferente? Deixe seus comentários abaixo.

The following two tabs change content below.

Redação

Latest posts by Redação (see all)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close