Bode na Sala
Destaque Filmes Notícias

Vingadores: Ultimato | Roteiristas explicam o motivo de uma morte importante no filme ser irreversível

Vingadores: Ultimato | Roteiristas explicam o motivo de uma morte importante no filme ser irreversível

Atenção: spoilers pesados de Vingadores: Ultimato abaixo!

Que Vingadores: Ultimato é uma montanha-russa de emoções, disso ninguém pode discordar. E o motivo de algumas lágrimas nos cinemas se deve à morte da Viúva Negra (Scarlett Johansson), que precisa se sacrificar em Vormir para pegar a Joia da Alma — e ela acaba não retornando com os outros heróis revividos pelo estalar de dedos de Bruce Banner/Hulk (Mark Ruffalo).

Sobre isso, os roteiristas Stephen McFeely e Christopher Markus conversaram com o The New York Times. A dupla revelou que a morte da personagem traz o encerramento de sua jornada no Universo Cinematográfico Marvel. De acordo com os dois, ela precisava morrer se quisesse restaurar os Vingadores e salvar o resto da população dizimada por Thanos (Josh Brolin).

“Sua jornada, na nossa opinião, tinha que chegar ao fim caso ela conseguisse reunir os Vingadores novamente. Ela tem um passado abusivo e terrível, cheio de controle mental. Então quando ela chega a Vormir e tem a chance de restaurar sua família, isso é algo pelo qual ela trocaria [sua vida]. A coisa mais difícil para nós é pensar que as pessoas não teriam tempo o suficiente para ficarem tristes. As apostas ainda estão lá e eles ainda não resolveram o problema. Mas perdemos uma grande personagem – uma grande mulher. Como nós a honramos?”, contaram os roteiristas.

Markus também falou sobre como o fim do filme desagradou alguns fãs, por não trazer um funeral para Natasha Romanov. Segundo ele, a ideia de um funeral não fazia tanto sentido para a personagem quanto fazia para Tony Stark (Robert Downey Jr.), que era uma figura pública: “Tony ganha um funeral. Natasha não. Parte disso é porque Tony é uma figura pública muito popular e ele sempre foi a chave, desde o início. Não era necessariamente honesto com a personagem dar a ela um funeral. A maior questão é o que Thor levanta nas docas: ‘Nós temos as Joias do Infinito. Por que não a trazemos de volta?'”.

Logo após, McFeely concluiu a questão, afirmando que essa era parte da barganha — e trazê-la de volta desfaria todo o seu sacrifício para salvar a metade do universo morta em Vingadores: Guerra Infinita. “Mas essa é a troca definitiva. Se você traz ela de volta, você perde a Joia”, destacou.

Com direção dos irmãos Joe & Anthony RussoVingadores: Ultimato está em cartaz nos cinemas nacionais. Leia a nossa crítica!


Quer ficar por dentro de todas as novidades sobre filmes e séries? Curta a nossa página no Facebook!

The following two tabs change content below.
Jornalista e radialista, é um dos fundadores do Bode na Sala. Tem 26 anos, se orgulha de ter nascido em São Borja, no interior do Rio Grande do Sul, e, atualmente, mora em Porto Alegre. Trabalhou em todas as áreas que se pode imaginar, mas acabou caindo no submundo geek. É fã do Jim Carrey, acha que o Ben Affleck é o melhor Batman do cinema, não suporta pseudo-cultismo e pretende dominar o mundo.

Comments

  1. […] Vingadores: Ultimato | Roteiristas explicam o motivo de uma morte importante no filme ser irreversí… […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close