Bode na Sala
Destaque Especiais Filmes

Especial | Os 10 momentos mais épicos de Vingadores: Ultimato

Especial | Os 10 momentos mais épicos de Vingadores: Ultimato

Enfim, a conclusão da Saga do Infinito chegou com Vingadores: Ultimato, filme que é o resultado de 22 produções e 11 anos de planejamento, desde o começo do Universo Cinematográfico Marvel, em 2008, com Homem de Ferro.

O longa, como era de se esperar, é um evento épico, com uma série de situações incríveis e emocionantes, reunindo os Heróis Mais Poderosos da Terra. Por conta disso, decidimos separar quais são os melhores momentos de Vingadores: Ultimato no especial desta semana.

Obviamente, nem é preciso avisar: esta publicação está recheada de spoilers! Se ainda não assistiu ao filme, saia daqui!

Chega de conversa, vamos aos 10 momentos mais épicos de Vingadores: Ultimato:

  • A família do Gavião Arqueiro vira pó

Vingadores: Ultimato começa quase como uma propaganda de margarina. Clint Barton, o Gavião Arqueiro, está em um tranquilo piquenique com sua família, ensinando sua filha mais velha a utilizar o arco e flecha, enquanto seus outros filhos brincam e se preparam para comer cachorros-quentes. Tudo lindo e maravilhoso em um belo dia de sol. No entanto, logo descobrimos que aquela cena se passa paralelamente aos últimos eventos de Vingadores: Guerra Infinita. Em uma fração de segundo em que Clint se vira, sua filha não está mais ali. Por um momento, ele pensa que só perdeu ela de vista, até que percebe que sua esposa e filhos também desapareceram sem deixar rastros. Diferentemente dos outros Vingadores, o Gavião Arqueiro não tinha a menor ideia do que estava se passando, o que torna aquele evento ainda mais dramático e impactante. Por André Bozzetti.


  • Thor acerta na cabeça

Thanos (Josh Brolin) conseguiu. Ele eliminou metade dos seres vivos do universo, mas os heróis derrotados estão abalados e com sede de vingança, principalmente Thor (Chris Hemsworth). O Deus do Trovão está revoltado, culpado, traumatizado e não consegue parar de pensar que teve a chance de derrotar o Titã Louco. Para ele, parece estar sendo mais difícil, ele se sente mais responsável do que os outros. Quando a Capitã Marvel (Brie Larson) chega na Terra resgatando Tony Stark (Robert Downey Jr.), eles decidem ir atrás do vilão e descobrem em qual planeta ele está. Thanos está feliz, mas muito ferido, as Joias do Infinito quase o mataram, mas ele as destruiu após usá-las pela segunda vez. Queria se certificar de que aquilo não se desfizesse e que o universo prosperasse. Quando os heróis chegam no planeta em que ele está, conseguem derrotar o vilão em conjunto e, percebendo que ele estava falando a verdade sobre as joias, Thor decepa a cabeça do Titã Louco com o seu Rompe Tormentas e quebra totalmente as expectativas do público, gerando depois reflexos na sua própria personalidade e no seu jeito de lidar com as consequências. Por Rafael Bernardes.


  • O sacrifício da Viúva Negra

Após o estalar de dedos de Thanos e toda a tristeza e melancolia que gerou não ter mais metade das pessoas na Terra, os Vingadores conseguem viajar no tempo através da dimensão quântica e se dividem em equipes para resgatarem as Joias do Infinito e desfazerem a crueldade do Titã Louco. Viúva Negra (Scarlett Johansson) e Gavião Arqueiro (Jeremy Renner) seguem para Vormir, atrás da Joia da Alma e, para conseguirem a relíquia, um deles precisa se sacrificar. Como eles são muito amigos, ficam naquela função de um querer deixar o outro viver, mas era óbvio que quem morreria seria a Viúva Negra. Natasha já não tinha muitos propósitos, a não ser proteger a Terra e o universo — e desfazer o estalar de dedos era o seu maior objetivo, era o seu momento. Ela se sentiu preparada e, mais do que isso, predestinada a perder a vida por um bem maior. A heroína foi fundamental para que os heróis conseguissem todas as joias e, consequentemente, derrotarem Thanos. Por Rafael Bernardes.


  • Empunhando o Mjölnir, Capitão América luta contra Thanos

A batalha final de Vingadores: Ultimato é épica e extremamente empolgante. No entanto, um dos ápices desse momento, sem dúvidas, conta com a participação de apenas dois personagens: Capitão América e Thanos. Quando o Titã Louco está muito próximo de matar Thor com o Stormbreaker, o Mjölnir atinge o vilão e, quando ele volta para o seu dono, quem é o personagem? Sim, o Capitão América! Steve Rogers, como deu indícios em Vingadores: Era de Ultron, é digno de empunhar a arma que dá ao seu portador os poderes de Thor. Assim, o personagem dá uma surra incrível em Thanos, quase levando o Titã Louco à beijar a lona… Mas isso, infelizmente, não acontece. No entanto, é incrível ver aquelas sequências de ação acontecendo na tela, em que cada frame parece uma pintura. Impossível não ficar maravilhado com o momento. Por Carlos Redel.


  • “Vingadores, avante!”

Quando tudo parecia perdido e os Vingadores estavam a prestes a ser mais uma vez derrotado por Thanos, uma voz chama a atenção de Capitão América, a de Sam Wilson (Anthony Mackie), o Falcão: “À sua esquerda, Capitão”. Nesse momento, Steve Rogers percebeu que o estalar de dedos causado pelo Hulk deu certo e todas as vidas evaporadas por Thanos retornaram. Em seguida, surge um enorme exército com os Vingadores ressuscitados e mais centenas de outros feiticeiros de Kamar-Taj (onde Doutor Estranho treinou) e inúmeras tropas vindas de Wakanda. Com todos a postos, e uma câmera que passa por todo mundo mostrando a grandiosidade dos Vingadores, Capitão América finalmente fala a famosa frase dos quadrinhos: “Vingadores, avante!”. O momento arrepiante deu início a uma das maiores batalhas da história do cinema e a maior de qualquer filme de super-heróis. Magnífico! Por João Vitor Hudson.


  • A Maratona da Manopla

Após o ataque de Thanos ao QG dos Vingadores, a manopla recém utilizada foi encontrada por um ainda confuso Gavião Arqueiro. Sem saber o que havia os atingido, ele pega o cobiçado artefato e então começa uma verdadeira gincana. Primeiro, ele precisa fugir de um grupo de Outriders em meio aos escombros. Ao chegar no campo de batalha, vira alvo das tropas de Thanos enquanto tenta alcançar a van de Scott Lang, para onde deveriam ser levadas as Joias. Quando ele está praticamente cercado por inimigos, chega o Pantera Negra para salvá-lo, e pede a manopla para si. O Rei de Wakanda usa toda sua agilidade e velocidade para avançar em meio ao conflito, mas pouco depois é capturado por uma coluna de pedras criada por Fauce de Ébano. Quando o vilão está prestes a pegar o artefato, surge o Homem-Aranha, balançando-se em suas teias e leva a manopla consigo. Ele liga o modo Morte Súbita de seu uniforme e enfrenta dezenas de inimigos simultaneamente. No entanto, ele começa a ser sobrepujado. Ao perceber isso, o Capitão América arremessa o Mjölnir para que o Aranha pegue uma ‘carona’ ao prender-se a ele com sua teia. O aracnídeo ainda ganha uma carona de Pepper Potts e, em seguida, no cavalo alado da Valquíria, até serem derrubados pelo ataque aéreo ordenado pelo Titã Louco. Em seguida, chega a Capitã Marvel para pegar a manopla e completar o trajeto, enquanto um time formado de heroínas lhe dá cobertura. A maratona só encerra quando Thanos arremessa sua espada e destrói a van, no exato momento em que a Capitã chegava com a manopla. Por André Bozzetti.


  • Wanda quase derrota Thanos sozinha

A Feiticeira Escarlate protagonizou uma das melhores cenas de Vingadores: Guerra Infinita ao segurar um Thanos com cinco das Joias do Infinito e destruir a Joia da Mente do Visão ao mesmo tempo, matando-o. Algo que ficou ainda mais trágico quando o Titã Louco simplesmente volta no tempo, ressuscita o Visão e tira a Joia à força. Quando retornou das cinzas, Wanda não estava para brincadeira. Quando Peter derruba a Manopla e Thanos tenta pegá-la, Wanda intercede. “Você tirou tudo o que eu tinha”, diz ela, ainda com luto e ódio. “Eu nem sei quem você é”, diz o Thanos de 2014. “Você saberá”, ela responde. E a Feiticeira acaba com ele. Usando todo o seu poder, ela consegue quebrar a lâmina dele e destruir metade da sua armadura. Thanos estava tão subjulgado que precisou fazer sua nave chover lasers no campo de batalha, destruído parte de suas tropas, para fazer a Wanda parar de atacá-lo. Por Diego Francisco.


  • Reunião das heroínas

No meio da grandiosa batalha final, o Homem-Aranha entrega a Manopla do Infinito para a Capitã Marvel. No entanto, o herói está relutante e não sabe como nossa Carol Danvers vai atravessar o enorme exército que vem chegando. Em seguida, chega a ajuda que a personagem precisava: as outras heroínas. A incrível cena conta com Okoye, Feiticeira Escarlate, Pepper Potts na armadura de Resgate, Shuri, Mantis, Valquíria, Gamora e a Vespa, todas com um objetivo em comum: fazer com que a Capitã leve a Manopla para bem longe dali. Mesmo em um número muito menor, as heroínas dão um show à parte e fazem da cena uma das mais memoráveis do filme. Por João Vitor Hudson.


  • Tony Stark estala os dedos

Thanos consegue colocar a manopla criada pelos Vingadores e nocauteia a Capitã Marvel com toda a potência da Joia do Poder. Doutor Estranho olha para o Stark e faz o número um com a mão. Eles só têm uma chance. Stark corre pra cima do Thanos e agarra a Manopla, mas o Titã Louco apenas o empurra pra longe. Ele se prepara para estalar os dedos e apagar toda a existência que conhecemos para criar um novo universo. “Eu sou inevitável”, declara o Titã Louco, prestes a completar o seu destino e estala os dedos… nada acontece. Ele fica confuso e olha para Tony Stark, portando as seis Joias do Infinito na sua armadura. “E eu… sou… o Homem de Ferro”, responde Stark, antes de usar o poder das Joias para desintegrar Thanos e todas as suas tropas. A referência ao primeiro filme solo do herói é a cereja do bolo. Da primeira vez que diz essas palavras, Tony Stark está dizendo para o mundo amá-lo e celebrá-lo. Agora, ele diz para o ser mais ameaçador do universo que é apenas um homem e que o derrotou. Mas nenhuma vitória vem sem sacrifícios. A Saga do Infinito começou e agora terminou com o Homem de Ferro. Por Diego Francisco.


  • A morte de Tony Stark

A morte de Tony Stark é, sem dúvidas, um dos momentos mais importantes de Vingadores: Ultimato — no entanto, há problemas. Depois do épico momento em que o Homem de Ferro rouba as Joias do Infinito de Thanos e estala os dedos, destruindo o exército do vilão e o próprio Titã Louco, Tony é mortalmente ferido. Logo após uma dolorosa despedida de Peter Parker e de Pepper Potts, o primeiro herói do MCU morre. Bem, foi emocionante e heróico. Apesar disso, o personagem sempre se colocou em posição de sacrifício nas produções da Marvel e, depois de diversos momentos altruístas, não era mais justo deixar apenas o Tony descansar com a família em sua casa na floresta? Para mostrar ser um herói digno, o Capitão América ofereceu a sua vida diversas vezes e, mesmo assim, sobreviveu e teve um final feliz. Enfim, ele merecia mais do que a morte — mesmo ela tendo sido essencial para salvar a humanidade. Por Carlos Redel.


Menções honrosas:

  • Gavião Arqueiro derrotando a máfia japonesa sozinho
  • Capitão América falando “Hail, Hydra”
  • Tony Stark se reencontra com o pai
  • Thanos soca a Capitã com tudo, ela não sente nada
  • Sam Wilson recebe o escudo de Capitão América

Quer ficar por dentro de todas as novidades sobre filmes e séries? Curta a nossa página no Facebook!

The following two tabs change content below.
Jornalista e radialista, é um dos fundadores do Bode na Sala. Tem 26 anos, se orgulha de ter nascido em São Borja, no interior do Rio Grande do Sul, e, atualmente, mora em Porto Alegre. Trabalhou em todas as áreas que se pode imaginar, mas acabou caindo no submundo geek. É fã do Jim Carrey, acha que o Ben Affleck é o melhor Batman do cinema, não suporta pseudo-cultismo e pretende dominar o mundo.

Comments

  1. […] Especial | Os 10 momentos mais épicos de Vingadores: Ultimato – 27 de abril de 2019 […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close