Bode na Sala
Destaque Especiais Filmes

Especial | Os 10 filmes mais longos já feitos em Hollywood

Especial | Os 10 filmes mais longos já feitos em Hollywood

Você se espantou com as possíveis três horas de duração de Vingadores: Ultimato? Pois bem, saiba que diversas produções de sucesso já foram para os cinemas com mais de 180 minutos de duração — três delas, inclusive, são as maiores vencedoras da história do Oscar, com 11 estatuetas cada!

Ah, vale ressaltar que a nossa lista foca apenas em produções hollywoodianas, pois existem filmes com minutagens ainda maiores, como produções experimentais e estrangeiras. O sueco Ambiancé, que será lançado em 2020, por exemplo, contará com 720 horas de duração — ou seja, 30 dias! Já Modern Times Forever (Stora Enso Building, Helsinki), produção que foca em um prédio sendo dilapidado enquanto o tempo acelera para o futuro, conta com 240 horas, o que equivale a 10 dias. Dos filmes gigantes, The Cure for Insomnia é um dos mais conhecidos, contando com 87 horas de duração, equivalendo a 3 dias e 15 horas.

Já entre os longas comerciais, um dos melhores exemplos é do italiano Guerra e Paz, de 1956, que conta com 3h28, ou seja, 208 minutos. A produção, que tinha Audrey Hepburn e Henry Fonda no elenco, chegou a ser indicada para três prêmios do Oscar.

Então, vamos ao que interessa? Quer saber quais são os filmes mais longos já feitos em Hollywood? Confira a nossa lista abaixo!


10. Titanic (1997)

Duração: 3h14 (194 minutos)

James Cameron conseguiu um orçamento de US$ 200 milhões e investiu no mais famoso naufrágio da história, focando em um açucarado romance e em efeitos especiais de ponta. O resultado? 11 Oscars (sendo o recordista de estatuetas até hoje, ao lado de outras duas produções também presentes nessa lista) e uma bilheteria de mais de US$ 2,18 bilhões (contando os relançamentos). As mais de três horas de duração não prejudicaram em nada o sucesso do filme.


9. A Lista de Schindler (1993)

Duração: 3h15 (195 minutos)

Um filme em preto e branco e com mais de três horas de duração? Quem vai querer ver isso? Bem, muito gente quis! Dirigido por Steven Spielberg, A Lista de Schindler conta a história do alemão Oskar Schindler (Liam Neeson) que, durante a Segunda Guerra Mundial, salvou mais de 1.000 judeus dos campos de concentração. Além de faturar mais de US$ 322 milhões em bilheteria (um valor excelente, uma vez que o orçamento do longa foi de apenas US$ 22 milhões), a obra conquistou sete Oscars — incluindo o de Melhor FIlme.


8. Spartacus (1960)

Duração: 3h17 (197 minutos)

Em 1960, o genial Stanley Kubrick decidiu levar um épico às telonas do cinema: Spartacus! O longa, que teve o lendário Kirk Douglas como protagonista, fracassou nas bilheterias, mas faturou quatro Oscars: Melhor Ator Coadjuvante (Peter Ustinov), Melhor Direção de Arte, Melhor Fotografia e Melhor Figurino.


7. O Senhor dos Anéis: O Retorno do Rei (2003)

Duração: 3h21 (201 minutos)

A obra de J.R.R. Tolkien foi adaptada para os cinemas por Peter Jackson, em um épica trilogia. O último capítulo da saga, O Senhor dos Anéis: O Retorno do Rei, é o mais longo da série — e o que fechou tudo com chave de ouro. Além de faturar US$ 1,11 bilhão, o longa abocanhou 11 Oscars, dividindo o trono de mais premiado pela Academia com Titanic e Ben-Hur.


6. Ben-Hur (1959)

Duração: 3h32 (212 minutos)

William Wyler é o responsável por dirigir um dos filmes mais épicos da história do cinema: Ben-Hur! Protagonizado pelo memorável Charlton Heston, a produção que tem mais de três horas e meia de duração, é um dos grandes sucessos da sétima arte, faturando 11 estatuetas do Oscar, sendo o primeiro longa a bater esse recorde da Academia (Titanic e O Senhor dos Anéis: O Retorno do Rei vieram depois). E, para completar, ainda foi um dos filmes mais assistidos da história do cinema.


5. Portal do Paraíso (1980)

Duração: 3h39 (219 minutos)

Mesmo estando entre tantos épicos premiados, Portal do Paraíso também figura na lista dos maiores fracassos de bilheteria da história. A produção custou US$ 44 milhões e faturou apenas US$ 3,48 milhões. Estrelado por Kris KristoffersonChristopher Walken e John Hurt, Portal do Paraíso foi massacrado pelos críticos, que destacavam que o longa não tinha uma história convincente para sustentar as mais de três horas e meia de duração.


4. Os Dez Mandamentos (1956)

Duração: 3h40 (220 minutos)

Charlton Heston gosta mesmo de estrelar longas produções. Nesse épico de Cecil B. DeMille, que dura três horas e quarenta minutos, vemos o ator dar vida a Moisés que, de acordo com a Bíblia, recebe os 10 mandamentos de Deus. O longa — que não é aquele produzido pela Record — faturou US$ 65,50 milhões e venceu o Oscar de Melhores Efeitos Especiais.


3. Lawrence da Arábia (1962)

Duração: 3h42 (222 minutos)

Dirigido por David Lean, o longa narra as aventuras do inglês T.E. Lawrence (Peter O’Toole). O longa, que traz belas imagens do deserto, foi vencedor de nada menos que sete estatuetas do Oscar — incluindo a de Melhor Filme. Além disso, ele figura em diversas listas de melhores longas da história e faturou US$ 44 milhões na época em que foi lançado, sendo um grande sucesso, uma vez que o seu orçamento foi de US$ 15 milhões.


2. E o Vento Levou… (1939)

Duração: 3h58 (238 minutos)

Com quase quatro horas de duração, E o Vento Levou… é considerado uma das produções mais épicas da história do cinema, além de ser o filme mais assistido de todos os tempos. Com um orçamento de US$ 3,85 milhões, o longa (que é bem longo) faturou, em 1939, impressioantes US$ 189 milhões, somente nos Estados Unidos — se fosse ajustado para os dias de hoje, esse valor chegaria a US$ 1,82 bilhão. Além disso, a produção de Victor Fleming faturou oito Oscars, incluindo de Melhor Filme.


1. Cleópatra (1963)

Duração: 4h03 (243 minutos)

Em 1963, Cleópatra se tornou a produção mais cara da história do cinema — e o mais longo também, com mais de quatro horas de duração. Inicialmente orçado em US$ 2 milhões, o filme acabou custando inacreditáveis US$ 44 milhões, que equivalem a mais US$ 350 milhões nos dias de hoje. Mesmo sendo a maior bilheteria do ano, o longa conquistou baixos US$ 57,77 milhões, valor que não foi suficiente para cobrir todas as despesas que o estúdio teve. Assim, a Fox quase foi à falência. O estúdio, para conter gastos e se recuperar do baque, precisou interromper a maioria de suas produções em andamento. O longa conquistou quatro estatuetas do Oscar, incluindo o de Melhores Efeitos Especiais.


Quer ficar por dentro de todas as novidades sobre filmes e séries? Curta a nossa página no Facebook!

The following two tabs change content below.
Jornalista e radialista, é um dos fundadores do Bode na Sala. Tem 26 anos, se orgulha de ter nascido em São Borja, no interior do Rio Grande do Sul, e, atualmente, mora em Porto Alegre. Trabalhou em todas as áreas que se pode imaginar, mas acabou caindo no submundo geek. É fã do Jim Carrey, acha que o Ben Affleck é o melhor Batman do cinema, não suporta pseudo-cultismo e pretende dominar o mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close