Bode na Sala
Destaque Especiais Filmes Séries

Especial | 10 séries de TV que viraram ótimos filmes

Especial | 10 séries de TV que viraram ótimos filmes

Esta semana todo mundo foi pego de surpresa com uma notícia que agradou uns e desanimou outros: The Walking Dead vai ganhar filmes derivados que serão estrelados por Andrew Lincoln, seu ex-protagonista. Em apenas dois dias, pipocou na internet a notícia de que outra série da AMC estaria com um filme derivado sendo desenvolvido, Breaking Bad, e o foco do longa deverá ser o personagem Jesse Pinkman, interpretado por Aaron Paul no aclamado seriado. Querendo ou não, é certo que esses filmes serão produzidos, mas não será a primeira e nem a última vez que uma série de TV vira um longa-metragem — existem diversos outros casos semelhantes (e boa parte deu certo). Com essas notícias em mente, fomos atrás de algumas dessas produções e listamos 10 delas neste especial. Confira abaixo:


  • Além da Imaginação (1957-64/1985-89/2002-03), por João Vitor Hudson

No ano de 1959, estreava na TV americana uma das séries mais famosas da história: Além da Imaginação. Com a primeira versão sendo exibida até 1964, a série ganhou um recomeço em 1985. Mas antes da sua estreia, um longa-metragem foi lançado nos cinemas em 1983. O filme era composto de 4 histórias, sendo 3 delas refilmagens de episódios clássicos. O longa, que foi chamado no Brasil de No Limite da Realidade, foi dirigido por grandes nomes do cinema oitentista, sendo eles John Landis, Steven Spielberg, Joe Dante e George Miller, cada um deles responsável por um segmento do filme. Ah, e de bônus, ele contou com Kathleen Kennedy, hoje a presidente da LucasFilm, como uma das produtoras. Infelizmente a produção foi marcada por um acidente de helicóptero que levou à morte o ator Vic Morrow, um dos protagonistas do filme, e as crianças Myca Dinh Le e Renee Shin-Yi Chen, também membros do elenco.


  • Missão: Impossível (1966-73/1988-90), por Diego Francisco

 

 

De todas as séries que viraram filmes, Missão: Impossível é a de maior sucesso nos cinemas. Lançada originalmente em 1966, o seriado de espionagem ganhou dois Emmy de Melhor Série Dramática consecutivos por suas duas primeiras temporadas. Após o final da série, em 1973, ela ganhou um revival com um elenco completamente novo, apenas um personagem do original retornava, no final dos anos 1980. Apesar de durar apenas duas temporadas, o revival foi o suficiente para manter a série viva no imaginário dos fãs e levar a uma adaptação cinematográfica comandada por Brian de Palma. O sucesso foi tamanho que a franquia atualmente está no seu sexto filme e sem apresentar nenhum sinal de desgaste.


  • Esquadrão Classe A (1983/87), por Diego Francisco

Durante o curso de cinco temporadas, o Esquadrão Classe A acompanhava um grupo composto por quatro ex-militares que foram condenados após a Guerra do Vietnã por um crime que não cometeram. Após fugirem da prisão, eles se tornaram mercenários, realizando diversas missões enquanto tentavam limpar os seus nomes. O filme de 2010 trocou o Vietnã pelo Iraque e seus icônicos personagem foram interpretados por um elenco de peso, composto por Liam Neeson, Bradley Cooper, Quinton Jackson e Sharlto Copley. A adaptação, apesar de divertida e absurda, não agradou e falhou em ter um retorno dos US$ 110 milhões investidos no longa.


  • Veronica Mars (2004-07), por João Vitor Hudson

Durante os anos 2000, Kristen Bell estrelou uma série neo-noir adolescente chamada Veronica Mars. O programa ganhou sua gama de fãs fiéis, mas acabou sendo cancelada depois de 3 temporadas. Em 2013, depois de 5 anos desenvolvendo um filme para finalizar as histórias dos personagens e não ter conseguido financiamento, o criador Rob Thomas criou com Bell um projeto no Kickstarter de financiamento coletivo do longa-metragem, e para a surpresa de todos, em menos de 10 horas já tinham conseguidor arrecadas cerca de US$ 2 milhões para começar a produção. Lançado em 2014, o filme não chegou a ser um sucesso, mas conseguiu agradar a crítica especializada. Além disso, existe um revival da série sendo planejado, que deve contar com 8 episódios e ser lançado no serviço de streaming Hulu.


  • Anjos da Lei (1987-91), por Rafael Bernardes

No final da década de 1980, surge a série Anjos da Lei, que consagrou o então jovem Johnny Depp como estrela em um de seus primeiros papéis. O programa mostrava policiais infiltrados em um colégio, solucionando crimes cometidos pelos alunos. A série era um tanto cômica, mas o que acontecia nos episódios era tratado com certa seriedade. Em 2012, Phil Lord & Chris Miller decidiram transformar a obra em um filme, que ganhou uma continuação. A adaptação foi feita para ser mais engraçada, focada na comédia e sem abordar os temas mais sérios da série original, tendo Channing Tatum e Jonah Hill como protagonistas.


  • O Protetor (1985-89), por Rafael Bernardes

De 1985 até 1989, foi ao ar a série O Protetor, contando com Edward Woodard como protagonista. Ele interpretava um ex-agente secreto que, ao se aposentar, se tornou um justiceiro que vendia seus serviços pelos classificados. A adaptação cinematográfica de 2014 teve Denzel Washington no papel principal e ganhou popularidade imediata. O protagonista teve sua personalidade um pouco alterada para ser mais herói do que era. O filme ganhou uma continuação, que estreou em 2018 e, apesar de não ter sido tão bem recebido como o seu antecessor, também fez bastante sucesso nas bilheterias.


  • A Grande Família (1972/2001-14), por Rafael Bernardes

É difícil encontrar algum brasileiro que não conheça A Grande Família, seriado que foi exibido na Globo desde 2001 até 2014, e que, por sua vez, foi baseado na série de 1972. Personagens icônicos ganharam popularidade e são lembrados até hoje. Em 2007, Maurício Farias dirigiu o filme baseado no programa de televisão. O longa contava uma história paralela e fechada envolvendo aqueles personagens. Não foi uma nova adaptação, apenas um “episódio mais longo”.


  • Os Intocáveis (1959-63/1993-94), por André Bozzetti

O clássico filme de gangster, dirigido por Brian de Palma em 1987, é uma adaptação da série homônima, que foi exibida nos Estados Unidos pelo canal ABC entre os anos de 1959 a 1963. A série mostrava aventuras fictícias do agente do Tesouro Americano Eliot Ness no período da Lei Seca, mas era inspirada no livro de memórias escrito pelo próprio agente em 1947. Na série, o papel de Eliot Ness coube a Robert Stack, e no cinema a Kevin Costner. Na adaptação para a TV, a história se focou na perseguição de Ness ao gângster Al Capone. A série contou com participações especiais de vários notáveis como Charles Bronson, Robert Redford, Robert Duvall e Elizabeth Montgomery.


  • Arquivo X (1993-2002/2016 – presente), por André Bozzetti

A série que contava os fantásticos casos investigados pelos agentes Mulder e Scully, envolvendo desde histórias de fantasmas até grandes conspirações do governo americano para esconder a existência de alienígenas, foi um grande sucesso da TV já na primeira metade da década de 1990. Lançada em 1993, a série ganhou o Globo de Ouro de Melhor Série Dramática por três anos consecutivos e teve sua primeira adaptação cinematográfica produzida em 1998. O filme dava continuidade e aprofundava a história desenvolvida na temporada anterior e deixava uma brecha para a continuidade na temporada seguinte, o que, infelizmente, não foi bem explorado. O filme funcionou bem pelo foco no relacionamento entre os agentes interpretados por David DuchovnyGillian Anderson e na tensa e perigosa conspiração que eles precisaram enfrentar. A segunda adaptação, lançada em 2008, foi um tanto quanto desinteressante e bem menos significativa, caindo rapidamente no esquecimento e sem a força necessária para chamar um novo público.


  • Sombras da Noite (1965-1971/1991), por Diego Francisco

Tim Burton sempre teve uma fascinação muito grande pelo estilo gótico, então não é de se impressionar que ele seja um fã de Sombras da Noite. A novela durou 1225 capítulos ao longo de cinco anos de exibição na década de 1960 e ganhou uma série de TV em 1991. A adaptação de Burton seguia a narrativa da novela que começou apenas no seu 202º episódio, o retorno do vampiro Barnabas Colins (Johnny Depp) a sua casa de família em 1966 após ter sido enterrado vivo no século XVIII. Enquanto suficientemente divertindo e com um excelente elenco, Sombras da Noite pecou em tentar adaptar inúmeras histórias da novela em pouco menos de duas horas de duração.


Quer ficar por dentro de todas as novidades sobre filmes e séries? Curta a nossa página no Facebook!

The following two tabs change content below.

João Vitor Hudson

João Vitor Hudson é um editor de vídeos que está se formando em Publicidade & Propaganda aos 21. Ama cinema desde quando desejava as férias escolares só pra assistir todos os filmes do Cinema em Casa e da Sessão da Tarde. Ainda não possui o hábito de ver filmes de terror e é um pouco leigo quando se trata de cinema nacional, mas é um carinha boa praça que não dispensa ver um filme. Fã confesso do Nolan, Aronofsky e da Pixar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close