Bode na Sala
Especiais Filmes

Dica de Quinta | Cinco ótimos filmes na Netflix que farão você pensar

Dica de Quinta | Cinco ótimos filmes na Netflix que farão você pensar

Selecionamos alguns longas que tem por intuito a vontade de fazer o público pensar e refletir. Seja sobre algum determinado assunto ou um conjunto deles, ou sobre a própria produção e os mistérios que ela carrega. Se trata de uma lista recheada de ótimas obras que valem a pena ser vistas com calma. Confira a lista com cinco das melhores opções disponíveis na Netflix:

 

  • O Cidadão Ilustre (2016), por André Bozzetti

Resultado de imagem para o cidadão ilustre

O Cidadão Ilustre talvez seja o melhor filme dos nossos hermanos desde O Segredo dos Seus Olhos. A trama gira em torno de Daniel Mantovani (Oscar Martínez), um escritor que há quase quarenta anos abandonou a pequena Salas, um vilarejo no interior da Argentina e, após décadas de sucesso, conquista o Prêmio Nobel de Literatura. Anos depois, morando em Barcelona, Mantovani recebe uma carta vinda de sua terra natal convidando-o para os festejos de aniversário da cidade, homenagens e algumas atividades culturais. Mantovani aceita o convite e, ao retornar, o escritor se vê em meio a uma jornada de descobertas sobre sua obra ao ser interpelado e forçado a perceber que enxerga a literatura e suas motivações de maneira diferente do que décadas atrás. Engraçado, tocante, fantástico.

 

  • Aniquilação (2018), por Diego Francisco

Resultado de imagem para aniquilação filme

Aniquilação acompanha Lena (Natalie Portman), uma bióloga com histórico militar que parte em uma missão para o Brilho, última expedição do seu marido, Kane (Oscar Isaac), antes de desaparecer. O tal Brilho trata-se de um campo eletromagnético em expansão de origem desconhecida, que tomou um território pouco habitado dos Estados Unidos e o governo se preocupa com a natureza do fenômeno e as implicações que ele pode causar. O mistério envolvendo  o Brilho é bem construído e conforme vamos nos familiarizando com o que realmente está acontecendo com o ambiente, o filme continua jogando mais surpresas para manter o espectador com a atenção não dividida. Aniquilação não suaviza suas cenas mais intensas e não hesita em compor as sequências mais desconcertantes e bizarras do cinema na memória recente; a cena do ataque do urso e o clímax precederão o longa por anos. O longa aborda diversos temas complexos e de grande importância e isso faz com que o espectador pense nele durante um bom tempo.

 

  • Noite de Lobos (2018), por Rafael Bernardes

Resultado de imagem para noite de lobos

Em uma pequena e fria cidade, o filho de Sloane (Riley Keough) é supostamente devorado por lobos. Por conta disso, ela decide contratar um escritor especialista nesses animais para localizar qual deles teria feito isso e eliminá-lo, tanto por “vingança”, quanto por precaução, para que ele não faça isso a mais nenhuma criança. A premissa é simples e o filme a entrega logo de cara, mas ao decorrer da história, diversas camadas vão sendo inseridas e mais mistérios são colocados em tela. A produção não pretende revelar nada e todas as respostas ficam subentendidas, fazendo com que o público quebre a cabeça para realmente conseguir entender o que está acontecendo. Ao contrário dos filmes acima, Noite de Lobos faz com que pensemos sobre ele e não tanto sobre assuntos que são abordados.

 

  • Ame-me! (2014), por Rafael Bernardes

Resultado de imagem para love me! filme

Ah, o amor! Tão complexo e delicioso de se sentir, é um sentimento que por muitas vezes não é fácil de ser entendido. Ame-me conta a história de uma jovem aparentemente destemida, autoconfiante e cheia de si, mas que, internamente, nutre o desejo de ser amada. Ela acaba tendo isso como obsessão e força esse sentimento nas outras pessoas durante seus relacionamentos. Sejam eles amorosos ou fraternais, ela parece nunca se contentar e não ter paciência para que as coisas aconteçam com naturalidade. Esse filme fala sobre sentimentos de uma forma tão delicada e forte ao mesmo tempo, fazendo com que pensemos sobre como nos relacionamos e como acabamos impondo as nossas vontades e sendo até egoístas em diversos momentos. Acaba sendo uma dura e bonita reflexão sobre o amor de diversas formas.

 

  • Dançando em Silêncio (2016), por Rafael Bernardes

Resultado de imagem para dançando em silêncio filme

Dançando em Silêncio é um daqueles filmes que só a sinopse já é o bastante para deixar as pessoas arrepiadas. O longa conta a história de Luca (Martina Schöne-Radunski), uma jovem que passou toda a sua vida lutando contra a depressão. Agora, ela consegue forças para superar a doença e está tentando terminar o ensino médio. Ela tem em Mata, seu cachorro, a sua maior amizade e o animal a ajuda todos os dias a ser mais feliz. Porém, a menina faz um acordo com um colega de classe para passar no exame de matemática e eles se tornam grandes amigos. A produção fala sobre depressão de uma forma crua, mas delicada ao mesmo tempo, desenvolvendo muito bem a personagem principal. Quando acaba, ficamos pensativos sobre nossas próprias vidas e o sentido delas, questionando nosso atos e escolhas, mas de uma forma positiva e construtiva.

 

Quer ficar por dentro de todas as novidades sobre filmes e séries? Curta a nossa página no Facebook!

The following two tabs change content below.
Jornalista, pretende seguir carreira como crítico de cinema. Gosta de dar opinião sobre tudo. Reside em Belém Novo, fim do mundo de Porto Alegre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close