Bode na Sala
Filmes Notícias

Coringa | Shea Whigham revela que o filme acontece em 1981

Coringa | Shea Whigham revela que o filme acontece em 1981

Em uma entrevista ao Collider, o ator Shea Whigham foi perguntado sobre o que poderia dizer sobre seu personagem em Coringa, um dos lançamentos de 2019 da Warner Bros. inspirados nos quadrinhos da DC Comics que contará uma versão mais “realista” da origem do vilão do Batman que será interpretado por Joaquin Phoenix. E em sua resposta, Whigham acabou confirmando o ano em que o filme se passa, 1981.

Bill Camp e eu interpretamos dois policiais no Departamento de Polícia de Gotham City, quando a cidade estava em uma época difícil. Estamos investigando algo que acabou de acontecer, o começo de algo grande. Estamos tentando chegar ao fundo disso e até onde isso leva […]”, comentou o ator sem entrar em detalhes do que é este caso que investigam.

Já era confirmado que Coringa se passaria em algum ponto dos anos 80, e agora, com a declaração de Whigham, só fica mais claro que o Palhaço do Crime será um grande gerador de caos na cidade.

Coringa terá direção de Todd Phillips, conhecido por ter comandado a trilogia Se Beber, Não Case, que escreveu o roteiro do filme ao lado de Scott Silver. O longa ainda tem no elenco Robert De NiroZazie BeetzFrances ConroyMarc Maron, entre outros.

O longa inaugura um novo selo da WB para filmes inspirados nos quadrinhos da DC Comicsque não serão parte de uma cronologia. Coringa chega aos cinemas em 04 de outubro de 2019.


Quer ficar por dentro de todas as novidades sobre filmes e séries? Curta a nossa página no Facebook!

The following two tabs change content below.

João Vitor Hudson

João Vitor Hudson é um editor de vídeos que está se formando em Publicidade & Propaganda aos 21. Ama cinema desde quando desejava as férias escolares só pra assistir todos os filmes do Cinema em Casa e da Sessão da Tarde. Ainda não possui o hábito de ver filmes de terror e é um pouco leigo quando se trata de cinema nacional, mas é um carinha boa praça que não dispensa ver um filme. Fã confesso do Nolan, Aronofsky e da Pixar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close