Bode na Sala
Destaque Especiais Netflix Séries

Dica de Quinta | Cinco séries “good vibes” para ver na Netflix

Dica de Quinta | Cinco séries “good vibes” para ver na Netflix

O estresse tomou conta da população durante as últimas semanas por motivos óbvios. Concluímos que, apesar dos pesares, nós precisamos tirar um tempo e dedicar a algo mais leve, como, por exemplo, assistir um bom seriado, mas não aquelas séries tensas e violentas, não. Na Dica de Quinta desta semana, o Bode na Sala separou algumas séries bem suaves na Netflix, que contam uma boa história e relaxa o espectador. Você irá nos agradecer por isso.

Bom, sem mais delongas, confira abaixo as nossas indicações.


  • The Good Place (2016 – presente)

Já pensou um dia acordar e a primeira coisa que você vê é uma parede com os “Bem-vindo. Está tudo bem!” em letras garrafais? E então, minutos depois você descobre que morreu de um modo bizarro mas que agora irá morar no “lugar bom”? Este é o plot de The Good Place, esta brilhante comédia estrelada por Kristen Bell (Veronica Mars) e Ted Danson (Fargo). O lugar bom do título parece realmente ser um bom lugar para se morar; lá você tem sua alma gêmea e pode desfrutar de iogurte congelado à vontade sem se preocupar com diabetes – até porque existe sabores diet também! A série fala muito de ética e moral e como podemos nos tornar pessoas melhores quando em vida, mas sempre de maneira leve, pois é uma comédia. Com duas temporadas completas e a terceira em andamento, The Good Place é uma excelente opção de maratona.


  • Brooklyn Nine-Nine (2013 – presente)

Séries policiais sempre ocuparam espaço na grade de muitas emissoras de TV. Não importa a história, tá sempre fazendo sucesso. Então por que não mudar este subgênero um pouco e botar uma boa dose de humor? Brooklyn Nine-Nine é uma comédia policial estrelada por Andy Samberg que conta o dia-a-dia da 99ª Delegacia da Polícia de Nova York, no melhor estilo The Office. A série de Michael Schur – que também é o criador de The Good Place – flerta com diversos temas importantes como racismo, diversidade sexual, abandono parental, mas nunca sem perder o bom humor. É outra ótima opção para uma maratona!


  • Grace and Frankie (2015 – presente)

Imagine a seguinte situação. Você está casada com seu marido há 40 anos, mas um dia ele decide te contar que é gay e namora com o seu sócio e melhor amigo, que também é casado com uma mulher há 40 anos. É nisso que Grace and Frankie se baseia. Esta comédia dramática estrelada pelas veteranas Jane Fonda e Lily Tomlin se aprofunda bastante em alguns temas significativos para aqueles que já estão na 3ª idade, como sexo, mercado de trabalho, relacionamentos, família, saúde, e sempre há um humor físico e leve que fará este público dar muitas risadas – eu não faço parte dele mas ri bastante também. Com criação de Marta Kaufman, uma das mentes por trás de Friends, essa comédia original da Netflix é uma delícia capaz de deixar mais quentinho o coração até mesmo dos mais frios.


  • Easy (2016 – presente)

Existem diversos tipos de antologias na TV. Tem antologias que nos causam preocupação sobre o futuro (Black Mirror), tem antologia policial (True Detective), antologia de horror (American Horror Story), existe um mar de séries de TV neste formato. Aparentemente ainda não havia uma que falava de relacionamentos, e Easy veio pra suprir esta lacuna. Cada episódio desta comédia da Netflix conta um caso diferente, apesar de se passarem no mesmo universo, mas sempre retratam o relacionamento sob uma perspectiva diferente. Seja entre namorados, irmãos, pais e filhos, o foco foi demonstrar situações extremamente cotidianas e ao mesmo tempo atraentes. Easy possui um forte elenco composto por Dave FrancoZazie BeetzOrlando BloomMalin AkermanMarc Maron, entre outros nomes, mas é surpreendentemente desconhecida do público. Então, por que não dar uma chance?


  • Gilmore Girls (2000 – 2007)

Lorelai (Lauren Graham) e Rory Gilmore (Alexis Bledel – que hoje faz The Handmaid’s Tale, uma série bem mais pesada) se tornaram ícones da TV norte-americana durante os anos 2000. Gilmore Girls conta a história dessa mulher incrível que criou a filha sozinha desde que deu a luz. Apesar de serem ícones femininos, o programa não descarta mostrar que elas são mulheres problemáticas, e retrata o cotidiano de mãe e filha através de temas como universidade, abandono parental, relacionamentos, adolescência, choque de classes sociais, problemas familiares… Tudo sob uma ótica divertida e cheia de referências das mais diversas, que vão de programas de TV dos anos 50 à autores beatnik como Jack Kerouac. É impossível você não ficar com vontade de tomar um café no outono depois de assistir Gilmore Girls. Quase 10 anos depois, a Netflix ainda lançou um revival com o elenco original composto por 4 episódios de 1h30, um para cada estação do ano. Bora maratonar?


Quer ficar por dentro de todas as novidades sobre filmes e séries? Curta a nossa página no Facebook!

The following two tabs change content below.

João Vitor Hudson

João Vitor Hudson é um editor de vídeos que está se formando em Publicidade & Propaganda aos 21. Ama cinema desde quando desejava as férias escolares só pra assistir todos os filmes do Cinema em Casa e da Sessão da Tarde. Ainda não possui o hábito de ver filmes de terror e é um pouco leigo quando se trata de cinema nacional, mas é um carinha boa praça que não dispensa ver um filme. Fã confesso do Nolan, Aronofsky e da Pixar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close