Bode na Sala
Destaque Especiais Filmes Netflix

Dica de Quinta | Cinco filmes na Netflix para comemorar o Dia do Amigo

Porque celebrar a amizade nunca é demais!

Dica de Quinta | Cinco filmes na Netflix para comemorar o Dia do Amigo

No dia 20 de julho se comemora o Dia do Amigo. Em função disso, a Dica de Quinta de hoje é de ótimos filmes que nos trazem diferentes tipos de amizade. Amizades novas, amizades antigas, aventuras, perigos, conselhos, alegrias e sofrimentos. Tudo aquilo que passamos com quem é realmente parceiro para todas as horas. Aproveitem para convidar os seus melhores amigos, acomodem-se no sofá, e curtam as sugestões que temos para esta semana!

Confira:


Clube dos Cinco (1985)

Uma grande amizade pode surgir nas ocasiões mais inesperadas e tornar bom algo que tinha tudo para ser um inferno. Andrew, Brian, John, Allison e Claire são cinco estudantes que precisam passar uma manhã de sábado na detenção em função de pequenos delitos que cometeram durante a semana na escola. Para piorar, o diretor da escola, que faz as vezes do “carcereiro”, exige que escrevam uma extensa redação falando sobre o que cada um pensa de si. Visto que os cinco jovens possuem personalidades absolutamente distintas, o conflito inicial é inevitável. O “atleta”, a “estranha”, o “bad-boy”, a “patricinha” e o “nerd” (como se fossem reduzidos a isso) pertencem a grupos diferentes (ou a nenhum grupo) e este momento de pressão faz aflorar seus sentimentos e angústias que, ao serem expostos para os outros, acabam mostrando que, no final das contas, eles eram mais parecidos do que imaginavam. Talvez na segunda-feira seguinte eles nem voltem a se falar e sigam suas vidas separadamente. Mesmo assim, naquelas horas em que foram forçados a ficar juntos eles foram uns para os outros os amigos mais importantes que poderiam desejar.


Sempre ao Seu Lado (2009)

Provavelmente, um dos exemplos mais lindos de amizade em um filme. O mais incrível: é baseado em uma história real e mundialmente famosa. Na trama do longa, um professor acaba encontrando um filhote de Akita em uma estação de trem. Em um primeiro momento, ele não quer ficar com o cachorro. Mas, com o passar do tempo, se afeiçoa ao animalzinho e acaba adotando-o. O companheirismo dos dois cresce no decorrer dos anos, tanto que Hachi, o cachorro, começa a acompanhar diariamente o seu dono até uma estação em que o homem pega o trem para ir ao trabalho. O cachorro volta todos os dias, no mesmo horário, para esperar o seu amigo retornar e irem para casa juntos. Um dia, no entanto, por conta de uma fatalidade, o professor não volta para casa. E, mesmo assim, Hachi retorna todos os dias para a estação e aguarda o seu amigo que nunca mais irá voltar. História linda e emocionante (é impossível não chorar – muito).


Super 8 (2011)

Nenhuma grande amizade está completa se não passar, pelo menos uma vez, por momentos de perigo extremo, certo? Dirigido por J. J. Abrams e produzido por Steven Spielberg, a história começa com seis adolescentes fazendo o seu melhor para gravar um filme amador de zumbi para uma competição, mas durante as filmagens, eles testemunham um acidente de trem que liberta uma misteriosa criatura. Dá-se início a uma série de estranhos fenômenos, enquanto os jovens tentam descobrir o que realmente está acontecendo na sua cidade e se deparar com uma rede de intrigas e mistério que vai até os militares. Vale ressaltar que Abrams e Matt Reeves faziam filmes de baixo orçamento na infância/adolescência e, quando tinham 15 anos, foram contratados por Spielberg em pessoa para converter os filmes em Super 8 dele para fita cassete.


Frankenweenie (2012)

Versão em longa-metragem de um curta de Tim Burton, lá de 1984, o longa trabalha, principalmente, com a nostalgia. Na trama, Victor Frankenstein é um garoto que tem em seu cachorrinho Sparky o seu melhor amigo, uma vez que não socializa bem na escola. Após um trágico acidente, o animalzinho acaba morrendo. Assim, Victor, acaba usando um experimento para trazer o seu companheiro de volta – e dá certo! O filme busca homenagear as clássicas obras de monstros, além de investir em uma estética linda e uma interessante mensagem sobre luto e amizade. É um prato cheio para os fãs de Burton.


The Fundamentals of Caring (2016)

Paul Rudd sendo Paul Rudd, mas apresentando um personagem carismático. O longa mostra a amizade de Trevor Conklin, um jovem que sofre de distrofia muscular, com seu cuidador, Benjamin. O drama conta os problemas de Benjamin e o que ele encontra em Trevor que o faz se sentir melhor. Os dois viajam para encontrar o “maior buraco do mundo” e, além de fazerem belas amizades, desenvolvem uma linda relação fraternal. O longa retrata os anseios de um adolescente com distrofia de forma delicada e com um senso de humor que nos faz esquecer dos problemas do personagem.


Quer ficar por dentro de todas as novidades sobre filmes e séries? Curta a nossa página no Facebook!

The following two tabs change content below.

André Bozzetti

André Bozzetti é professor. Formado em educação física e cinéfilo desde que se entende por gente, começou a estudar a sétima arte por conta própria e criou o projeto Clube das 5 de cinema escolar, do qual é coordenador atualmente, no município de Alvorada. Tem uma queda forte pelo cinema europeu mas não dispensa um bom blockbuster. Sente saudades dos filmes de Vincent Price nas sessões do Corujão.

Latest posts by André Bozzetti (see all)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close