Bode na Sala
Notícias Séries

Chefe de conteúdo da Netflix revela importante motivo que pode levar ao cancelamento de séries

É melhor assistir as séries até o final...

Chefe de conteúdo da Netflix revela importante motivo que pode levar ao cancelamento de séries

O cancelamento de Sense8, em junho de 2017, pegou os fãs da atração de surpresa e, logo, surgiu uma dúvida: quais os motivos que levam a Netflix a cancelar as suas séries?

Apesar da plataforma de streaming ter culpado os altos custos de produção da série, já que ela precisava ser gravada em diferentes cidades ao redor do mundo, Ted Sarandos, chefe de conteúdo da Netflix, em entrevista à Vulture, revelou um dos principais motivos que fazem com que os programas do serviço de streaming sejam descontinuados.

“Nossa filosofia é: as pessoas que começaram a ver um episódio continuaram assistindo?”, explicou Sarandos. Ou seja, se a série tem alta taxa de abandono, é pior do que uma produção que não alcança um grande público desde o início. A fidelidade, portanto, é crucial, e maratonas no primeiro fim de semana não contam muitos pontos.

Além disso, o executivo disse que as famosas maratonas são feitas por um número pequeno de pessoas e que empresa não encoraja esse tipo de consumo de conteúdo. “Completar um episódio é mais importante. Nós não consideramos se as pessoas estão ‘devorando’ a série no fim de semana de lançamento, porque o número de pessoas que faz isso é muito pequeno”, disse Sarandos.

De acordo com a publicação, existe uma metodologia não-oficial aplicada na Netflix, que considera a audiência dos primeiros 28 dias do programa lançado decisivos para o futuro da atração. Esses números são algo que Sarandos define como “índice de sobrevivência”.

Essa explicação vai de encontro com o tweet feito pela showrunner de One Day at a Time, Gloria Calderón Kellett, que pediu para que os fãs assistissem a série até o fim. “Se você quer apoiar a série e a mim, por favor assista ao menos quatro episódios nos próximos dias. A Netflix decide qual série será renovada com base nas visualizações”, escreveu. No fim de março, a Netflix anunciou que a comédia ganharia uma terceira temporada.

Everything Sucks!, por outro lado, não obteve o mesmo sucesso. Apesar de ser bem vista pela imprensa especializada, a comédia teen foi cancelada após o lançamento da primeira temporada por não alcançar um ”público abrangente”. “Não conseguimos tirá-la de um público nichado”, explicou Sarandos.

A reportagem da Vulture ainda destaca outro ponto importante para a Netflix: quais séries os novos assinantes assistem primeiro. Isso dá informações para a empresa de qual atração foi o chamariz principal para o cliente recém-chegado.

Além de Sense8, que posteriormente ganhou um atípico especial de despedida, e Everything Sucks!, outras grandes séries originais Netflix foram canceladas, como GirlbossGypsy The Get Down.


Quer ficar por dentro de todas as novidades sobre filmes e séries? Curta a nossa página no Facebook!

The following two tabs change content below.
Jornalista e radialista, é um dos fundadores do Bode na Sala. Tem 26 anos, se orgulha de ter nascido em São Borja, no interior do Rio Grande do Sul, e, atualmente, mora em Porto Alegre. Trabalhou em todas as áreas que se pode imaginar, mas acabou caindo no submundo geek. É fã do Jim Carrey, acha que o Ben Affleck é o melhor Batman do cinema, não suporta pseudo-cultismo e pretende dominar o mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close