Bode na Sala
Filmes Notícias

Vingadores: Guerra Infinita | Roteiristas explicam se a culpa do desfecho é do Senhor das Estrelas ou não

O plano dos heróis poderia ter dado certo se o Senhor das Estrelas não perdesse a cabeça?

Vingadores: Guerra Infinita | Roteiristas explicam se a culpa do desfecho é do Senhor das Estrelas ou não

Atenção: spoilers de Vingadores: Guerra Infinita abaixo!

Desde a estreia de Vingadores: Guerra Infinita, os fãs do MCU não pouparam críticas ao Senhor das Estrelas (Chris Pratt). O motivo? O plano que os heróis elaboraram para derrotar Thanos (Josh Brolin) em Titã foi por água abaixo após o líder dos Guardiões da Galáxia ter perdido a cabeça.

Para esclarecer essa polêmica, os roteiristas Christopher MarkusStephen McFeely, em entrevista recente ao Collider, deram a sua opinião sobre o assunto. E ambos afirmaram que houve mais de um culpado para que o plano desse errado.

“Eu amo esse debate que vi na internet: ‘É Culpa do Senhor das Estrelas! É culpa do Doutor Estranho! É culpa do Thor!'”, disse McFeely. “Todos tiveram culpa na falha do plano. Se Steve e Tony tivessem se unido, todos teriam… Se Guerra Civil não tivesse acontecido, os Vingadores estariam unidos. Existe muita coisa para ser culpada e talvez não tivesse nada que eles pudessem ter feito”, completou.

A dupla de roteiristas seguiu essa linha de raciocínio, lembrando que Thanos é um ser poderoso, mesmo que não estivesse em posse da Manopla.

“Thanos destruiu metade do universo sem as Joias”, disse Markus. “Quero dizer, ele foi de planeta em planeta assassinando pessoas. Ele é incrivelmente forte sem as Joias. Eu acho que eles ficariam bem desapontados ao tirarem a luva dele e descobrirem que mesmo assim ele poderia acabar com a raça deles”, completou o roteirista.

Vingadores: Guerra Infinita está em cartaz nos cinemas nacionais. Confira a nossa crítica aqui!


Quer ficar por dentro de todas as novidades sobre filmes e séries? Curta a nossa página no Facebook!

The following two tabs change content below.
Jornalista e radialista, é um dos fundadores do Bode na Sala. Se orgulha de ter nascido em São Borja, no interior do Rio Grande do Sul, e, atualmente, mora em Porto Alegre. Trabalhou em todas as áreas que se pode imaginar, mas acabou caindo no submundo geek. É fã do Jim Carrey, acha que o Ben Affleck é o melhor Batman do cinema, não suporta pseudo-cultismo e pretende dominar o mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close