Bode na Sala
Filmes Notícias

O Senhor dos Anéis | Quentin Tarantino chegou a ser cotado para a direção do filme

Projeto era desenvolvido na Miramax, que era administrada por Bob e Harvey Weinstein

O Senhor dos Anéis | Quentin Tarantino chegou a ser cotado para a direção do filme

Uma reportagem do The Guardian mostrou que O Senhor dos Anéis poderia ter sido bem diferente da famosa trilogia dirigida por Peter Jackson que conhecemos. Um novo livro do escritor britânico Ian Nathan, Anything You Can Imagine: Peter Jackson & The Making of Middle-Earth, revelou algumas informações controversas sobre a adaptação na época em que o projeto estava na Miramax, empresa então regida pelo irmãos Bob & Harvey Weinstein.

De acordo com o livro, Harvey Weinstein teria ameaçado tirar Peter Jackson da direção caso ele não mudasse sua visão para a adaptação do livro de J. R. Tolkien. Jackson queria produzir pelo menos dois filmes, enquanto Weinstein acreditava que um longa de duas horas seria o suficiente. Se Jackson não aceitasse mudar sua opinião, o produtor colocaria ninguém menos que Quentin Tarantino em seu lugar.

“Harvey era tipo ‘Ou você faz isso ou não faz. Você está fora. Já tenho Quentin pronto para dirigí-lo”, disse Ken Kamins, um dos produtores que estiveram envolvidos no projeto, ao autor do livro.

A versão da Miramax iria cortar momentos importantes da trilogia que foi produzida depois pela New Line. As sequências em e a batalha do Abismo de Helm são alguns desses momentos que não entrariam. Além disso, Éowyn substituíria Faramir como irmã de Boromir, Saruman seria uma ameaça muito mais instável e não haveria o Balrog no filme. Peter Jackson acreditava que esta adaptação desapontaria a todos os fãs dos livros.

Após muita discussão interna, o projeto de O Senhor dos Anéis saiu da Miramax e foi parar na New Line, que resultou em uma trilogia de sucesso absoluto: A Sociedade do Anel (2001), As Duas Torres (2002) e O Retorno do Rei (2003). A trilogia venceu um total de 17 prêmios Oscar, incluindo o de Melhor Direção para Jackson no terceiro filme.

Vale lembrar que no fim do ano passado, Jackson revelou que as atrizes Ashley JuddMira Sorvino estavam em uma lista negra criada por Weinstein, e que este aconselhou o diretor a não trabalhar com elas em O Senhor dos Anéis dizendo que “era um pesadelo e devíamos evitá-las a qualquer custo”. Ambas as atrizes sofreram assédio sexual pelas mãos de Weinstein.


Quer ficar por dentro de todas as novidades sobre filmes e séries? Curta a nossa página no Facebook!

The following two tabs change content below.

João Vitor Hudson

João Vitor Hudson é um publicitário aos 22 anos. Ama cinema desde quando desejava as férias escolares só pra assistir todos os filmes do Cinema em Casa e da Sessão da Tarde. Ama o MCU, e confia bastante no futuro da DC nos cinemas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close