Bode na Sala
Filmes Notícias

Pantera Negra | Diretor quase introduziu outro herói no filme

Ryan Coogler considerou apresentar o Patriota

Pantera Negra | Diretor quase introduziu outro herói no filme

Em uma entrevista ao Cinema BlendRyan Coogler revelou que esteve interessado em apresentar um outro herói da Marvel em Pantera Negra, o Patriota.

“Isso é louco o suficiente para os fãs de quadrinhos, mas nós brincamos com o personagem do Patriota. No início, Joe [Robert Cole, roteirista do filme] e eu estávamos interessados em por as mãos nele, mas acabamos decidindo nos concentrar mais em Wakanda”, disse Coogler.

Para quem não conhece o personagem, o Patriota, codinome usado por Elijah Bradley, surgiu em 2005 em Jovens Vingadores, e é neto de Isaiah Bradley, um dos poucos sobreviventes da experiência de supersoldados durante a 2ª Guerra Mundial. Tem poderes semelhantes aos do Capitão América, assim como seu visual também é inspirado no herói. Além disso, alguns de seus arcos de histórias nos quadrinhos costumam se passar em Wakanda.

“Os personagens que você vê no filme sempre estiveram no roteiro. M’Baku, Killmonger, T’Challa, Nakia, Okoye, Shuri, Ramonda, Klaue, Everett Ross… Eles sempre apareciam nos rascunhos, então nós precisávamos ter certeza de que todos tinham arcos narrativos, e isso era algo que precisava fazer sentido”, falou o diretor se referindo ao motivo de não ter incluído o Patriota no filme.

Além de Chadwick Boseman no papel principal, o longa conta com Michael B. Jordan, Forest WhitakerDanai GuriraLupita Nyong’oAndy SerkisPantera Negra estreia em 15 de fevereiro.


Quer ficar por dentro de todas as novidades sobre filmes e séries? Curta a nossa página no Facebook!

The following two tabs change content below.

João Vitor Hudson

João Vitor Hudson é um editor de vídeos que está se formando em Publicidade & Propaganda aos 21. Ama cinema desde quando desejava as férias escolares só pra assistir todos os filmes do Cinema em Casa e da Sessão da Tarde. Ainda não possui o hábito de ver filmes de terror e é um pouco leigo quando se trata de cinema nacional, mas é um carinha boa praça que não dispensa ver um filme. Fã confesso do Nolan, Aronofsky e da Pixar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *