Bode na Sala
Filmes Notícias

Star Wars | Cartas publicadas em revista revelam que fãs também ficaram divididos com O Império Contra-Ataca

Considerado o melhor da franquia, o Episódio V também sofreu com espectadores insatisfeitos...

Star Wars | Cartas publicadas em revista revelam que fãs também ficaram divididos com O Império Contra-Ataca

Star Wars: Os Últimos Jedi está nos cinemas e, apesar de muitas críticas positivas (incluindo a nossa), os fãs estão divididos. Alguns amam, outros odeiam. No entanto, esse mérito não é exclusivo do Episódio VIII. Essa divergência de opiniões aconteceu há muitos anos, exatamente em 1980, com o lançamento de nada menos que o clássico Star Wars: O Império Contra-Ataca! 

Não, você não leu errado. Considerado o melhor franquia, além de ser uma das grandes obras do cinema, o Episódio V da saga criada por George Lucas recebeu diversas críticas por parte dos fãs na revista de sci-fi Starlog, entre as edições 39 e 41. Na época, sem internet, os leitores enviavam cartas para a publicação, reclamando do filme, criando teorias e falando dos “absurdos” apresentados na obra.

O Critical Hit reuniu algumas dessas cartas. Confira:

  • Isso não pode ser verdade!

“Luke é filho de Vader? A maioria pensa assim agora que Vader apareceu e disse isso. Bem, eu digo, você acredita em tudo o que ouve? Vader pode ter mentido apenas para trazer Luke para o seu lado. Vader se livraria Luke logo que conseguisse o que queria”, escreveu Robert L. Beedy-Scarola.

  • Muitas perguntas sem resposta!

“Eu sei que eles queriam deixar algumas coisas para as outras sequências, mas deixaram um pouco demais. Por exemplo, a situação de Han Solo. O filme não deveria ter terminado até Han ser morto por Boba Fett ou Jabba ou resgatado por Lando Calrissian ou Chewbacca, o primeiro de preferência. Além disso, o destino de Bespin [Cidade das Nuvens] não é contado. Foi dominada pelas tropas de Lando, tomada pelas tropas imperiais ou destruída por Vader? Eu gosto de Lando Calrissian e Billy Dee Williams foi muito bom no papel”, escreveu Sean Bernard.

  • Outro Jedi?

“Uma das maiores questões em minha mente é quem é o ‘outro’ estudante de Yoda? Poderia ser uma menina – um interesse amoroso para Luke? Tenho 1.095 dias para tirar minhas próprias conclusões”, escreveu Arlene Bahrenburg.

“Poderia ser o próprio Vader? Considerando que havia um equilíbrio de poder entre os lados bom e sombrio da Força, não seria impossível transformar o Vader na antítese do que ele é agora, especialmente se Luke (que, com exceção de Yoda, pode ser o membro mais poderoso do lado bom da Força) for verdadeiramente seu filho”, escreveu Bill Smith.

“Sugiro a Princesa Leia. Ela é jovem o suficiente para o treinamento; ela suportou as torturas de Darth Vader; ela é dedicada à causa; a princesa Leia, não Lando, ‘ouviu’ os gritos de Luke por ajuda; Han Solo não está em forma para ir a algum lugar por algum tempo e ele é muito velho. Eu não ficaria surpresa se, no terceiro filme, Leia, em vez de Luke, destruir o Imperador. Claro, estaremos nos anos 2000 antes de descobrirmos”, escreveu Keith Hoffman.

  • A Leia deveria ficar com o Luke…

“Vamos Leia, por que você não dá uma olhada ao seu redot? Você não pode ver o que Luke está enfrenta enfrentando? Você poderia ter um ‘bom cara’ como ele. Em vez disso, você está virando as costas para ele. Esqueça que foi Luke que a salvou de ter seus átomos espalhados pela galáxia. Esquece que foi Luke, e não Han Solo, que queria que você fosse resgatada da área de detenção da Estrela da Morte. Mas você não precisa se lembrar de tudo, Leia. Enquanto os lábios quentes de Han estiverem por aí, quem precisa de Luke, não é mesmo?”, escreveu Carol Kane, antes de saber que os dois eram, na verdade, irmãos.

  • “Eu sei” como resposta para um “eu te amo”, que absurdo!

“Alguém deveria dizer a Harrison Ford que, quando uma mulher diz a um homem ‘eu te amo’, ‘eu sei’ não é uma resposta aceitável. Essa cena não foi engraçada, só me deixou com raiva”, escreveu Jeannette Vogelpohl.

  • Racista e sexista

George Lucas fez um filme ainda mais racista e sexista do que o primeiro. Eu pensei que Billy Dee Williams se sentira mal em ser o único negro no filme. Além disso, havia apenas uma outra mulher além de Carrie Fisher”, escreveu Richard Hess.

Além das críticas dos fãs, David Gerrold, editor da Starlog, afirmou, em sua análise, que não gostou suficientemente do filme, como os demais profissionais da área: Eu gostei. Só não gostei o suficiente”. Gerrold também relatou que o longa possui muitas imprecisões científicas, como na parte em que a Millenium Falcon adentra o asteroide, que não deveria ter gravidade, e os tripulantes saem caminhando sem qualquer roupa de proteção. Ele também reclama do ritmo de O Império Contra-Ataca, afirmando que o longa é muito acelerado e que, por conta disso, culminou em um clímax insatisfatório.

Com direção de Rian Johnson, Star Wars: Os Últimos Jedi está em cartaz nos cinemas nacionais. Confira a nossa crítica aqui!


Quer ficar por dentro de todas as novidades sobre filmes e séries? Curta a nossa página no Facebook!

 

The following two tabs change content below.
Jornalista e radialista, é um dos fundadores do Bode na Sala. Tem 25 anos, se orgulha de ter nascido em São Borja, no interior do Rio Grande do Sul, e, atualmente, mora em Porto Alegre. Trabalhou em todas as áreas que se pode imaginar, mas acabou caindo no submundo geek. É fã do Jim Carrey, acha que o Ben Affleck é o melhor Batman do cinema, não suporta pseudo-cultismo e pretende dominar o mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *