Bode na Sala
Filmes Notícias

Bingo: O Rei das Manhãs será o representante brasileiro no Oscar 2018

Agora, o filme enfrentará uma disputa com produções de outros país por uma indicação ao prêmio de Melhor Filme em Língua Estrangeira!

Bingo: O Rei das Manhãs será o representante brasileiro no Oscar 2018

Bingo: O Rei das Manhãs, filme dirigido por Daniel Rezende, foi o escolhido para representar o Brasil na disputa por uma indicação ao Oscar 2018 na categoria de Melhor Filme em Língua Estrangeira, vencendo outros 22 longas nacionais. O anúncio foi realizado nesta sexta-feira, 15, na Cinemateca Brasileira, pela comissão formada pela Academia Brasileira de Cinema, que este ano teve apenas a cooperação do Ministério da Cultura.

Agora, o longa terá que enfrentar outra disputa, dessa vez com diversos títulos de outros países. O anúncio dos filmes indicados acontece no dia 23 de janeiro, e a cerimônia da premiação, que chega a 90ª edição, ocorre no dia 4 de março.

A mudança na comissão este ano aconteceu devido à polêmica envolvendo o filme escolhido ano passado para a disputa, Pequeno Segredo. O filme Aquarius, de Kleber Mendonça Filho, era o favorito, porém, os protestos realizados pela equipe do longa durante o Festival de Cannes contra o impeachment de Dilma Roussef fez com que o diretor fosse atacado fortemente pela sua posição político, o que resultou na não-classificação do filme.

Na trama, Augusto (Vladimir Brichta), um artista que sempre sonhou com seu lugar sob os holofotes, finalmente tem sua grande chance ao se tornar Bingo, um palhaço apresentador de um programa infantil de televisão que é sucesso absoluto. Uma cláusula no contrato não permite revelar quem é o homem por trás da máscara, produzindo em Augusto a frustração de ser o homem anônimo mais famoso do Brasil.

Daniel Rezende (indicado ao Oscar de Melhor Montagem por Cidade de Deus) estreia na direção. Além de Brichta, o filme tem em seu elenco Leandra Leal, Tainá Müller e Emanuelle Araújo.

 

The following two tabs change content below.
Jornalista e radialista, é um dos fundadores do Bode na Sala. Tem 25 anos, se orgulha de ter nascido em São Borja, no interior do Rio Grande do Sul, e, atualmente, mora em Porto Alegre. Trabalhou em todas as áreas que se pode imaginar, mas acabou caindo no submundo geek. É fã do Jim Carrey, acha que o Ben Affleck é o melhor Batman do cinema, não suporta pseudo-cultismo e pretende dominar o mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *