Bode na Sala
Filmes Notícias

Bohemian Rhapsody | Filme não focará no lado conturbado de Freddie Mercury, diz diretor

Bryan Singer pretende fazer um longa acessível para todas as idades!

Bohemian Rhapsody | Filme não focará no lado conturbado de Freddie Mercury, diz diretor

Bohemian Rhapsody deverá ser um filme para a família, focado na carreira da banda Queen, mostrando o início do grupo e sua trajetória ao topo. No entanto, de acordo com a Entertainment Weekly, nem sempre foi assim. Quando o longa foi anunciado, lá em 2010, a morte de Freddie Mercury, por exemplo, aconteceria, mais ou menos, na metade da história.

Obviamente, de lá para cá, a produção passou por muitas mudanças. Sacha Baron Cohen, que daria vida ao lendário cantor, saiu do elenco, o filme foi reescrito, Bryan Singer entrou para a direção e Rami Malek assumiu o posto de Mercury.

Em entrevista a EW, Singer explicou o que pretende fazer no filme. “Vamos fazer um filme acessível que celebra a música. Conta a história — claro — a jornada do herói da trajetória de Freddie através da música e de sua vida e fazer isso de forma que muitas pessoas que amam a música possam apreciar o filme, um filme para todas as idades, mas que não foge da história”, disse o diretor.

O cineasta ainda afirma que, mesmo que o longa se passe antes da morte do cantor, esse acontecimento não será ignorado. “Não estou fugindo dos dilemas de Freddie Mercury e dos dilemas de sua saúde. Mas a ênfase do filme é na música e na jornada que Freddie embarcou com aqueles outros três rapazes talentosos”, contou.

Singer também diz que vai mostrar o lado conturbado da vida do cantor, homenageando-o, mas sem dar ênfase nisso. “Não será só sobre a história negra de Freddie, mas falando nesse assunto, isso também será homenageado. Existe um jeito de fazer isso — sem entrar nos detalhes de como estou fazendo — que foi discutido entre todos os participantes e nós sentimos que será homenageado, mas ao mesmo tempo, é sobre a música”, concluiu.

Bohemian Rhapsody conta com Rami Malek (Freddie Mercury), Gwilym Lee (Brian May), Ben Hardy (Roger Taylor), Joe Mazzello (John Deacon) e  Lucy Boynton (Mary Austin) no elenco. O longa vai mostrar os primeiros anos da banda e vai acabar com a histórica apresentação do grupo no Live Aid, em 1985.

Com direção de Bryan Singer (X-Men: Apocalipse), o filme estreia em 25 de dezembro de 2018.

The following two tabs change content below.
Jornalista e radialista, é um dos fundadores do Bode na Sala. Tem 26 anos, se orgulha de ter nascido em São Borja, no interior do Rio Grande do Sul, e, atualmente, mora em Porto Alegre. Trabalhou em todas as áreas que se pode imaginar, mas acabou caindo no submundo geek. É fã do Jim Carrey, acha que o Ben Affleck é o melhor Batman do cinema, não suporta pseudo-cultismo e pretende dominar o mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close