Bode na Sala
Especiais Filmes Séries

Especial | 9 atores que recusaram grandes papéis

Será que eles se arrependeram das suas decisões?

Especial | 9 atores que recusaram grandes papéis

Nós sempre ouvimos histórias tristes de atores e atrizes relatando como é difícil encontrar um bom personagem, mas o que nem sempre percebemos é que há uma série de profissionais que recusaram grandes papéis durante sua carreira.

Obviamente, os trabalhos icônicos poderiam ter resultado de forma muito diferente – e talvez não tão memorável – se esses atores tivessem aceitado o papel. Você já imaginou Indiana Jones sem Harrison Ford? Ou então a Rose de Titanic sendo interpretada por Gwyneth Paltrow em vez de Kate Winslet? Dito isto, compilamos uma lista de alguns astros que fizeram exatamente isso – recusaram personagens famosos em filmes clássicos e séries aclamadas da TV.


1 – Nicolas Cage recusou ser o Mr. Wednesday em American Gods

American Gods estreou este ano pelo canal Starz e, após somente uma temporada, já foi considerada um dos maiores sucessos televisivos do ano. A série de Bryan Fuller baseada no livro homônimo de Neil Gaiman mostra o misterioso Sr. Wednesday reunindo forças para lutar contra os novos deuses. O Sr. Wednesday é interpretado por Ian McShane, mas o personagem quase foi de Nicolas Cage! Sim, ele mesmo, o rei dos memes da internet, e que faz incontáveis filmes de qualidade duvidosa anualmente. Ah, ele até ganhou um Oscar nos anos 90. Muitos atores veteranos que já tiveram carreiras invejáveis e infelizmente caíram no ostracismo migraram para a TV como forma de redenção, e talvez fosse exatamente isso que Cage precisava para estar no topo novamente. Acontece que, mesmo afirmando acreditar que fosse uma ótima estratégia para sua carreira, Cage relutou em rumar para a televisão. Cage disse que “a ideia de ficar preso em uma cidade por meses a fio interpretando um personagem, embora soe interessante, me faz imaginar que eu ficaria sufocado”. É, Cage, um dia você ainda vai voltar ao topo, só precisa se sacrificar mais…


2 – Nicole Kidman quase foi Hanna Schmitz em O Leitor

Senta que lá vem história… A primeira opção do diretor Stephen Daldry para viver a protagonista era Kate Winslet, que não pode aceitar o papel devido a conflitos de agenda – ela já estava envolvida com o filme Foi Apenas um Sonho (2008). Nicole Kidman foi, então, chamada para o projeto. Ela e Daldry já tinham trabalhado em conjunto em As Horas (2002), produção que deu o Oscar a Kidman. Durante algumas semanas foram rodadas várias cenas sem a presença da atriz no set, já que a mesma estava ocupada com as filmagens do longa Austrália (2008). Entretanto, Kidman teve que abandonar a parceria com Daldry, quando descobriu que estava grávida. Após todo este atraso, Winslet já estava disponível e confirmou sua presença no filme. Com surpreendentes 5 indicações ao Oscar e tendo feito Kate levar o prêmio de Melhor Atriz, O Leitor (2008) apresenta o resgate da história do holocausto. Baseado em um best seller, a trama segue o jovem Michael Berg (David Kross), que vive em uma Alemanha pós-guerra. Ao conhecer Hanna Schmitz (Kate), eles passam a viver um relacionamento secreto, até ela desaparecer misteriosamente.


3 – Al Pacino recusou o papel de Han Solo

Al Pacino poderia ter sido Han Solo, personagem que se tornou icônico com o passar dos anos, conforme a franquia foi ganhando popularidade. Hoje, é difícil imaginarmos outro ator interpretando o contrabandista, pois Harrison Ford encaixou muito bem no papel, apesar de deixar claro que não gosta de ser lembrado por ter vivido o personagem. O motivo para Pacino ter recusado o papel foi ele não ter entendido o roteiro de Star Wars Episódio IV: Uma Nova Esperança. Recusar papéis que no futuro seriam grandes foi quase uma rotina do ator. Ele também recusou o protagonismo em Uma Linda Mulher e na franquia Duro de Matar. Além de PacinoJack Nicholson e Bill Murray disputaram o papel de Han Solo.


4 – Gwyneth Paltrow recusou ser a Rose em Titanic

Este é o segundo exemplo na lista de uma atriz que abandonou um grande papel para Kate Winslet ter a oportunidade de se dar muito bem. Gwyneth Paltrow rejeitou o papel da Rose em Titanic (1997), que acabou sendo interpretado, com louvor, por Winslet. O longa foi um sucesso de bilheteria e levou 11 prêmios no Oscar. Em entrevista ao programa de rádio de Howard Stern, a atriz revelou que se recusou  a participar do projeto, mas não deu muitos detalhes do motivo. O jornalista ainda tentou insistir no assunto, mas Gwyneth declarou apenas que “não pode mudar o passado” e que “as suas escolhas foram orquestradas em prol de algo maior”, referindo-se a sua carreira profissional. O blockbuster de James Cameron, arrecadou inúmeros fãs pelo mundo e as cenas mais famosas do filme são reproduzidas à exaustão na internet. O público não cansa de assistir uma das tomadas mais famosas da protagonista, quando Rose e Jack (Leonardo DiCaprio) estão na proa do navio, de braços abertos, e dão o primeiro beijo. Vamos combinar que ao observar o percurso e as escolhas de trabalho de Gwyneth, ela provavelmente tenha se arrependido de não ter feito o longa.


5 – John Travolta recusou Forrest Gump

Em 1994, John Travolta não estava mais em alta, fazendo papéis contestáveis e vivendo na sobra de seu sucesso na década anterior. Porém, o ator recebeu a chance de dar a volta por cima, interpretando Forrest Gump, mas recusou. No mesmo ano ele aceitou viver Vincent Veja em Pulp Fiction, atuando muito bem e voltando aos holofotes de forma positiva. Tom Hanks interpretou o personagem de forma magistral, o que nos dá a sensação de que o filme poderia perder com Travolta no papel. Realmente o ator não se encaixaria na figura que foi realizada por Hanks, mas talvez poderia ser uma versão diferente do personagem.


6 – Julia Roberts recusou ser Leigh Anne em Um Sonho Possível

Um Sonho Possível (2009) é baseado na história real do jogador Michael Oher, quando ele era um adolescente de 17 anos e iniciou no universo do futebol americano. A narrativa contou com algumas mudanças no enredo para se encaixar no formato hollywoodiano. A atriz Sandra Bullock está excelente no longa metragem, em que deu vida a Leigh Anne Tuohy. Julia Roberts foi inicialmente escalada para viver Tuohy, mas, segundo os boatos, se recusou a aceitar um corte de salário para pegar o papel. A atriz deixou de participar da produção, para entrar no filme O Dia dos Namorados (2010), dirigido por Garry Marshall, o cineasta que fez dela uma estrela em Uma Linda Mulher (1990). Bullock ganhou o Oscar de Melhor Atriz e talvez Roberts tenha se arrependido da decisão, ainda mais que O Dia dos Namorados foi um verdadeiro fracasso de bilheteria.


7 – Tom Selleck quase foi Indiana Jones

Nos anos 80, Tom Selleck era a estrela de Magnum, P.I., série de TV conhecida em terras tupiniquins simplesmente como Magnum. O ator estava em seu auge com a série da CBS. Steven Spielberg sabia da fama e da capacidade de atuação de Selleck e percebeu que se encaixava como o protagonista de seu próximo filme, Os Caçadores da Arca Perdida. Sendo a primeira escolha do diretor para viver Indiana Jones, o arqueólogo mais famoso do mundo, Selleck infelizmente teve que recusar o papel. Mas isso não foi uma decisão exclusiva do ator. A CBS o impediu de estrelar o filme de Spielberg, alegando que a agenda de Selleck se tornaria bastante complicada, afinal, a série tinha uma média de 20 episódios por temporada, levando-se quase o ano todo para filmar tanta coisa. A emissora também disse que Thomas Magnum perderia seu apelo, já que o personagem era bastante sério e com cicatrizes do passado (a série era considerada complexa na época devido a isso), e a migração de Selleck para um filme bem mais leve e cheios de aventura causaria uma contradição. Selleck não teve muita sorte e Indiana Jones acabou imortalizado em uma franquia de 4 filmes por Harrison Ford. É irônico que Selleck também tenha recusado ser o protagonista de A Testemunha, de 1985, e o papel acabou indo novamente para Ford.


8 – Will Smith recusou papéis em MatrixDjango Livre

O ator vinha em uma ascensão na carreira, fazendo um sucesso atrás do outro e ficando bastante conhecido. Will Smith poderia ter no currículo um dos filmes mais impactantes dos anos 1990. Dirigido pelas irmãs Wachowski, Matrix foi um divisor de águas. Ambas as cineastas queriam o ator como o protagonista, já que um rosto conhecido ajudaria bastante a fazer o filme ganhar visibilidade. Will recusou o papel para fazer As Loucas Aventuras de James West, que acabou sendo um fracasso de crítica e bilheteria. Depois de uma escolha dessas, imaginamos que o ator passou um bom tempo arrependido de não ter aceitado o projeto, não? 

Smith também era a primeira escolha do diretor Quentin Tarantino para o papel de Django. O ator alegou que não aceitou o projeto por estar envolvido na produção de Homens de Preto 3 e, assim, não teve tempo de conversar diretamente com o diretor. Mas sabemos que isso é duvidoso. O ator teria tido uma reunião com Tarantino e recusado o papel por não querer participar de um filme de vingança. Segundo Will, o longa deveria falar sobre o amor do protagonista da sua amada escravizada. Django foi mais um sucesso, enquanto o ator acabou fazendo o desastroso Depois da Terra


9 – Michael Keaton recusou ser Jack em Lost

A série Lost (2014) é, sem dúvidas, um dos maiores fenômenos da história da televisão. Precisamos reconhecer que a produção revolucionou o engajamento do público com os programas de ficção. Uma curiosidade que muita gente desconhece é que o ator Michael Keaton foi a primeira opção de J.J Abrams para ser o médico Jack Shephard, protagonista da série. O ator que interpretou o Batman e que brilhou conquistando o Oscar por Birdman (2014)desistiu do personagem quando foi informado que ele não morreria mais no piloto da série e que, ao invés disso, seria o protagonista. Com a alteração da história, ele terminou recusando a participação, pois não queria se comprometer por muito tempo com o projeto. Matthew Fox, já conhecido por seu trabalho em O Quinteto (1994), teve os melhores momentos de sua carreira como o líder dos sobreviventes do voo 815.


Também colaboraram com esse especial Ítalo Passos, João Victor Hudson e Rafael Bernardes.


 

The following two tabs change content below.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close