Bode na Sala
Especiais Filmes

Especial | Filmes que celebram a amizade

Especial | Filmes que celebram a amizade

“Amigo estou aqui
Amigo estou aqui
Se a fase é ruim
E são tantos problemas que não tem fim
Não se esqueça que ouviu de mim
Amigo estou aqui
Amigo estou aqui”

No dia 20 de julho, comemora-se o Dia da Amizade e nós, do Bode da Sala, separamos alguns filmes para você assistir com o seu melhor amigo nessa data tão especial!

Confira a lista:


O Auto da Compadecida (2000)


Um dos melhores filmes nacionais de todos os tempos! O Auto da Compadecida traz diversos elementos espetaculares e, entre eles está a amizade. Na saga de João Grilo e Chicó podemos perceber o laço entre os dois fanfarrões. Eles se completam nas armações, juntando a inteligência com a malandragem, sendo uma das duplas mais icônicas do cinema.
Não tem como assistir o longa sem se afeiçoar pelos dois personagens e se encantar pela química que há entre eles. Méritos pros atores, que estão espetaculares. João Grilo e Chicó são a dupla do cinema nacional.


Thelma e Louise (1991)

Dois símbolos do feminismo em uma época em que a representatividade feminina no cinema não era muito grande. Haviam alguns símbolos, mas a dupla de personagens fortes chegou de uma maneira diferente, mostrando uma mulher independente e que sabe o que quer e outra, que se cansou do marido chato e resolveu viajar com a melhor amiga. Na trama, o desenvolvimento das duas é espetacular e vai reforçando o laço que existe entre elas.
Uma “dupla dinâmica” roubando totalmente a cena e os olhares, tornando o filme um clássico e eternizando as personagens em um clássico. Fortes e unidas, elas não precisam de mais ninguém.


Intocáveis (2012)

Um senhor tetraplégico milionário entediado com a rotina e um jovem negro da periferia que o trata como igual. A amizade que vai além de cargos como chefe e empregado fez com que Intocáveis se tornasse um clássico moderno do cinema francês. Um se move de acordo com as transformações realizadas pelo outro. As influências que os personagens sofrem por conta dessa grande amizade os fazem obter outra perspectiva de vida e alguns de seus ideais mudam completamente.
Intocáveis mostra como é a verdadeira amizade, sem interesses externos, pura, verdadeira, contando com uma química absurda por parte dos atores na encarnação dos personagens. É aquela amizade que emociona e faz chorar, passando um sentimento lindo para quem assiste.


Sempre ao Seu Lado (2009)

Provavelmente, um dos exemplos mais lindos de amizade em um filme. O mais incrível: é baseado em uma história real e mundialmente famosa. Na trama do longa, um professor acaba encontrando um filhote de Akita em uma estação de trem. Em um primeiro momento, ele não quer ficar com o cachorro. Mas, com o passar do tempo, se afeiçoa ao animalzinho e acaba adotando-o. O companheirismo dos dois cresce no decorrer dos anos, tanto que Hachi, o cachorro, começa a acompanhar diariamente o seu dono até uma estação em que o homem pega o trem para ir ao trabalho. O cachorro volta todos os dias, no mesmo horário, para esperar o seu amigo retornar e irem para casa juntos. Um dia, no entanto, por conta de uma fatalidade, o professor não volta para casa. E, mesmo assim, Hachi retorna todos os dias para a estação e aguarda o seu amigo que nunca mais irá voltar. História linda e emocionante (é impossível não chorar – muito).


Antes de Partir (2007)

Aqui temos uma amizade inesperada, mas não incomum. Repetindo a fórmula do rico que fica amigo do pobre e proporciona a ele vivenciar atividades pelas quais não poderia pagar, Antes de Partir inova ao trazer a temática da terceira idade e de como doenças terminais motivam as pessoas a viverem mais e fazerem valer o tempo que resta. Carter e Edward têm câncer e descobrem que suas vidas estão com os dias contados… Eles se conhecem num quarto de hospital, sendo que um deles é o próprio dono do local, sem poder ficar em quarto exclusivo por causa da política que ele mesmo criou de quartos duplos. A amizade se consolida e ambos saem a viajar riscando itens de suas recém criadas “bucket lists”, nas quais enumeram coisas que gostariam de fazer antes de morrer. Vale a pena acompanhar essas aventuras num processo de autoconhecimento e valorização das relações sócio-afetivas, mesmo que simplificadas e romantizadas, pois o processo de olhar para dentro e procurar rever os sentidos que damos à vida sempre nos fazem refletir e crescer.


As Vantagens de Ser Invisível (2012)

Este filme é mais do que um filme sobre amizades. É também um filme sobre depressão, bullying e um processo difícil de socialização. As Vantagens de Ser Invisível é querido por muitos jovens devido à fácil identificação com o protagonista, Charlie. Charlie é um jovem introspectivo e antissocial que está apenas começando o ensino médio e já não vê a hora de terminá-lo. Durante sua jornada escolar ele conhece os meios-irmãos Sam e Patrick, e logo os três se tornam grandes amigos. Sam e Patrick recebem Charlie de braços abertos em seu pequeno mundo à parte da escola, formado por adolescentes que também não se encaixam bem em um grupo. O mais legal de Vantagens é que a amizade entre o trio protagonista é facilmente comprada. Quem nunca, em sua mais plena adolescência e juventude, se viu inserido rapidamente em um grupo social que acabou de conhecer? Vantagens é um filme lindo, que passa uma mensagem poderosa sobre autoaceitação e como amizades são importantes em nossas vidas, principalmente aquelas que colaboram para nosso crescimento pessoal.


Harry Potter  (2001 – 2011)

Sendo um fenômeno de vendas nas livrarias, a saga de livros, Harry Potter, escrita pela britânica J.K Rowling, não demorou para ganhar sua versão nos cinemas. Tendo estreado em 2001, Harry Potter e a Pedra Filosofal nos apresenta Harry e seus amigos inseparaveis, Rony Weasley e Hermione Granger, lutando contra as forças Daquele-Que-Não-Pode-Ser-Nomeado: Lord Voldemort. Ao longo dos sete anos na Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts, os três passaram por altos e baixos nessa amizade (principalmente Rony e Hermione, que futuramente se tornariam um casal), mas sempre permaneceram firmes e fortes um para com o outro, quando mais se precisava. Nos ensinando valores como coragem, perseverança e principalmente, amor, a amizade dos três é um marco para a Cultura Pop.


Sobre Meninos e Lobos (2003)

Lançado em 2003 pelo aclamado diretor Clint Eastwood, o filme é uma adaptação do livro homônimo de Dennis Lehane. Mostrando um acontecimento pontual na infância de Jimmy Marcus, Sean Devine e Dave Boyle, o que acaba quebrando aquela amizade que vemos nos primeiros minutos.  Anos depois, um crime no bairro onde os três cresceram acaba fazendo com que todos entrem em conflito. Fantasmas do passado retornam, e mesmo com aquela camaradagem quebrada, nenhum passo que os personagens dão é fácil. Este filme merece entrar nessa lista por não mostrar uma amizade convencional.  Ele mostra o lado obscuro por trás disso tudo, a desconfiança e a vontade de chutar o balde. Nem sempre teremos os amigos por perto, alguns só irão aparecer nos momentos mais difíceis, outros vão se isolar. Manter uma amizade não é algo fácil, e quando mágoas se juntam ao ódio, muitas vezes nos cegamos e acabamos por magoar pessoas que nos ajudaram a crescer. O filme machuca, nos faz refletir em absolutamente todos os pontos em que possamos nos arrepender depois. A reflexão que fica após esse filme é: você é capaz de perdoar ou fazer vista grossa após saber que um grande amigo fez algo terrível?


Conta Comigo (1986)

A música que dá nome ao filme (no original, “Stand by Me”) é um lema seguido à risca pelos protagonistas. Gordie, Chris, Vern e Teddy possuem uma daquelas amizades que nos fazem sentir saudades da infância. Dividem sonhos, medos e desejos, muitas vezes sem nem ser necessário verbalizar. Ao partirem em busca do corpo de um menino desaparecido, que estaria em meio à floresta, com o objetivo de se tornarem “heróis”, embarcam em uma jornada arriscada na qual a força de sua amizade vai ser colocada à prova, e cada obstáculo é mais um passo em direção ao amadurecimento do grupo. Vale ressaltar que um dos “vilões” do filme é irmão de um dos garotos, demonstrando que os laços familiares não são necessariamente mais fortes e importantes do que aqueles existentes entre verdadeiros amigos.


Clube dos Cinco (1985)

Uma grande amizade pode surgir nas ocasiões mais inesperadas e tornar bom algo que tinha tudo para ser um inferno. Andrew, Brian, John, Allison e Claire são cinco estudantes que precisam passar uma manhã de sábado na detenção em função de pequenos delitos que cometeram durante a semana na escola. Para piorar, o diretor da escola, que faz as vezes do “carcereiro”, exige que escrevam uma extensa redação falando sobre o que cada um pensa de si. Visto que os cinco jovens possuem personalidades absolutamente distintas, o conflito inicial é inevitável. O “atleta”, a “estranha”, o “bad-boy”, a “patricinha” e o “nerd” (como se fossem reduzidos a isso) pertencem a grupos diferentes (ou a nenhum grupo) e este momento de pressão faz aflorar seus sentimentos e angústias que, ao serem expostos para os outros, acabam mostrando que, no final das contas, eles eram mais parecidos do que imaginavam. Talvez na segunda-feira seguinte eles nem voltem a se falar e sigam suas vidas separadamente. Mesmo assim, naquelas horas em que foram forçados a ficar juntos eles foram uns para os outros os amigos mais importantes que poderiam desejar.


O Senhor dos Anéis (2001 – 2003)

Mesmo que seja reconhecida pelas suas cenas de batalhas épicas, efeitos especiais
revolucionários e pelos seus personagens marcantes, a amizade é uma das partes mais
importantes da trilogia O Senhor dos Anéis, com vários dos personagens. O elfo Legolas e o anão Gimli são de raças historicamente inimigas e a relação dos dois começa como rivalidade, visto que um quer se mostrar superior ao outro nas lutas, mas logo eles se tornam grande parceiros. Também não poderia estar de fora a amizade de Frodo e seu fiel companheiro Samwise Gamgi –, os dois hobbits se conhecem desde sempre e juntos partem para uma jornada até a desolada Mordor; o caminho é desafiador e o fardo do Um Anel é desgastante para Frodo, mas o Sam nunca deixou de estar do lado do seu amigo, mesmo quando Gollum (Andy Serkis) tenta separá-los. Como não se emocionar com a frase “Eu não posso carregá-lo para o senhor, mas eu posso carregar o senhor”?


Up – Altas Aventuras (2009)

Com um começo emocionalmente devastador, Up nos apresenta a um rabugento e velho Sr. Carl Fredericksen, que vive sozinho após perder sua esposa. Quando é ameaçado de ser despejado da sua casa e internado num asilo, o Sr. Fredericksen decide completar o sonho que dividia com a sua falecida esposa: viajar até o Paraíso das Cachoeiras. Fazendo sua casa voar com balões, ele é surpreendido ao levar acidentalmente o grudento escoteiro Russell. No decorrer do filme, os dois ajudam um ao outro a superar os seus arcos dramáticos, pois Sr. Fredericksen precisa superar a morte de sua esposa e Russell precisa lidar com a ausência constante do seu pai. Por mais improvável que seja, os dois desenvolvem um forte laço ao se aventurarem na companhia do cão falante Doug e de uma narceja (pássaro exótico da América do Sul), e se tornam amigos, amizade que continua até mesmo quando a aventura chega ao seu fim.


Monstros S/A (2003)

Num mundo onde monstros são reais e assustam crianças para conseguir energia, Sully e Mike Wazowski  são a melhor dupla do ramo. Eles se conhecem desde a faculdade (explorada na prequel Universidade Monstros) e trabalham juntos desde então. A reputação perfeita deles é ameaçada quando a pequena humana Boo consegue entrar no mundo deles (crianças são consideradas altamente tóxicas ali). Sully rapidamente acaba se afeiçoando à garotinha enquanto Mike permanece cético, mas isso não o impede de apoiar o seu melhor amigo ainda assim. Tentando fazer a Boo voltar para casa, os dois entram em diversas encrencas e descobrem um plano maligno da sua corporação. Crises são revertidas e a amizade de Mike e Sully permanece inabalável.


Artigo elaborado com a colaboração de André Bozzetti, Carlos Redel, Diego Francisco, Maytê Ramos Pires e Rafael Bernardes.


E você, acha que faltou amizade nos cinemas que deixamos de fora? Comente abaixo!

 

The following two tabs change content below.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close