Bode na Sala
Especiais Filmes

Especial | Ótimos filmes com só um personagem

Especial | Ótimos filmes com só um personagem

Nem sempre temos alguém ao nosso lado para ajudar a resolver os problemas, certo? E isso não é motivo para ficar triste ou se desesperar. Para provar que é possível (ou não) se virar sozinho e, ainda, fazer disso algo legal, separamos alguns filmes em que os protagonistas mandam bem na carreira solo, segurando essa barra que é gostar de você as broncas sozinhos e lutando contra tudo e todos para sobreviver. E o mais legal: (quase) todos se dão bem na missão!

Então, confira a lista e inspire-se:

  • Gravidade (2013)

Depois de um acidente, a Dra. Ryan Stone (Sandra Bullock) acaba ficando sozinha e à deriva no espaço. Lutando contra o tempo, ela precisa achar uma maneira de voltar para casa, ultrapassando seus limites físicos e psicológicos. Dirigido por Alfonso Cuarón, o longa conquistou sete estatuetas do Oscar. Uma superprodução com efeitos especiais de tirar o fôlego e, ao mesmo tempo, uma delicada obra sobre autoconhecimento e superação.


  • Até o Fim (2013)

Um experiente navegador (Robert Redford) viaja sozinho em seu veleiro pelo Oceano Índico. Porém, a embarcação se choca contra um contêiner abandonado no mar e sofre terríveis danos. Agora, ele precisa sobreviver no meio de uma terrível tempestade e com cada vez com menos recursos. Redford está impecável em um filme simples e poderoso, que mostra que nunca se deve desistir.


  • Enterrado Vivo (2010)

Paul (Ryan Reynolds) é um motorista de caminhão americano que trabalha no Iraque. Depois de sofrer um ataque de rebeldes iraquianos, ele acorda dentro de um caixão e descobre que foi enterrado vivo. Com apenas um isqueiro e um celular, ele precisa correr contra o tempo para escapar. Claustrofóbico, tenso e chocante, Enterrado Vivo conta com uma grande atuação de Reynolds, que segura o filme inteiro sozinho, sem deixa-lo monótono ou cansativo.


  • Náufrago (2000)

Chuck Noland (Tom Hanks) é um inspetor da FedEx, que tem como função checar vários escritórios da empresa pelo planeta. Porém, em uma de suas viagens, o seu avião acaba se acidentando. Ele sobrevive, mas acaba ficando preso em uma ilha deserta por quatro anos. Ao lado de uma bola de vôlei, o Wilson, o Chuck luta para sobreviver ao mesmo tempo em que estuda maneiras de voltar para a civilização e, principalmente, para sua noiva (Helen Hunt). Com direção de Robert Zemeckis, o Náufrago tornou-se um clássico da Sessão da Tarde e referência quando se pergunta sobre filmes que abordem perseverança. Obviamente, não podemos esquecer da entrega de Hanks para o papel, é incrível.


  • Na Natureza Selvagem (2007)

Baseado em uma história real, Na Natureza Selvagem acompanha a vida de Christopher McCandless (Emile Hirsch), um jovem de classe média recém-formado, que decide viajar sem rumo pelos Estados Unidos em busca da liberdade. Durante sua jornada, ele conhece pessoas que mudam sua vida e, em contrapartida, ele também modifica as delas. Após dois anos na estrada, Christopher decide fazer a maior das viagens e partir rumo ao Alasca. Com direção de Sean Penn, o filme é uma ode às pessoas de espírito livre e que estão em busca daquilo que realmente importa: viver!


  • Perdido em Marte (2015)

O astronauta Mark Watney (Matt Damon) é enviado, juntamente com sua equipe, à uma missão em Marte. Após uma severa tempestade, ele é dado como morto e abandonado pelos colegas, que partem do planeta. No entanto, após a passagem do mal tempo, ele acorda sozinho e com escassos suprimentos, sem saber como reencontrar os seus companheiros ou retornar à Terra. Talvez, o filme mais divertido e otimista de Ridley Scott. Além disso, conta com um inspirado Matt Damon e um elenco coadjuvante grandioso.


  • As Aventuras de Pi (2012)

O jovem Pi (Suraj Sharma) sobrevive a um desastre no mar. Logo após, ele é lançado em uma jornada épica de aventura e descoberta. Sem nenhum outro ser humano por perto, ele acaba formando uma conexão inesperada com outro sobrevivente: um temível tigre-de-bengala!  Visualmente arrebatador e com uma história emocionante, o filme de Ang Lee é um lindo exemplo de perseverança, esperança e lealdade.


  • 127 Horas (2010)

Baseado em uma incrível história real e dirigido pelo vencedor do Oscar Danny Boyle, o filme conta a história do alpinista Aron Ralston (James Franco), que fica preso durante cinco dias em uma fenda com uma rocha prensando o seu braço, fazendo-o tomar medidas desesperadas para tentar sobreviver. A direção ágil de Danny Boyle nunca deixa o filme ficar entediante e James Franco dá tudo de si na melhor atuação de sua carreira.


  • Lunar (2009)

O astronauta Sam Bell (Sam Rockwell) está na lua numa missão de três anos para mandar combustível para a Terra, que enfrenta problemas de energia. Sua única companhia é o seu computador GERTY (voz de Kevin Spacey), até que perto do fim do seu contrato encontra uma cópia de si mesmo. Seria um clone ou um fragmento da sua imaginação? Um excelente thriller de ficção científica sustentado pela fascinante atuação de Sam Rockwell.


  • Eu Sou a Lenda (2007)

A trama acompanha Robert Neville (Will Smith), um cientista brilhante que, sem saber como, tornou-se imune a um vírus que dizimou a população. Há anos, ele percorre Nova York enviando mensagens de rádio, na esperança de encontrar algum sobrevivente. Ele tem apenas a companhia de uma cadela e, muitas vezes, precisa enfrentar os mutantes do vírus que querem atacá-lo. Além disso, Robert trabalha incansavelmente na cura da doença que assolou a humanidade. Apesar de ser um blockbuster, Eu Sou a Lenda, que tem direção de Francis Lawrence, traz mensagens importantes e constrói uma bonita relação entre o protagonista e sua cadela Sam. Will, por sua vez, segura a trama sozinho e conduz muito bem a história.


*Produzido em parceria com Diego Francisco.

The following two tabs change content below.
Jornalista e radialista, é um dos fundadores do Bode na Sala. Tem 25 anos, se orgulha de ter nascido em São Borja, no interior do Rio Grande do Sul, e, atualmente, mora em Porto Alegre. Trabalhou em todas as áreas que se pode imaginar, mas acabou caindo no submundo geek. É fã do Jim Carrey, acha que o Ben Affleck é o melhor Batman do cinema, não suporta pseudo-cultismo e pretende dominar o mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *