Bode na Sala
Filmes Notícias

Nas Montanhas da Loucura | Guillermo del Toro diz que filme dificilmente acontecerá

Nas Montanhas da Loucura | Guillermo del Toro diz que filme dificilmente acontecerá

Em entrevista ao Collider, o diretor Guillermo del Toro, que há anos tenta produzir uma adaptação de Nas Montanhas da Loucura (At the Mountains of Madness), jogou um balde de água fria nos fãs que ainda sonhavam em ver a obra de H.P. Lovecraft transportada para as telonas. O cineasta contou que dificilmente os estúdios investirão em um filme de época para maiores sem nenhuma história romântica e com um final não muito feliz.

É muito difícil para um estúdio se arriscar em fazer um filme para maiores com um final difícil e nenhuma história de amor. Ainda mais sendo algo de época e de um escritor que tem uma base de leitores grande, mas que não pode ser quantificada porque suas obras são domínio público“, contou.

No entanto, del Toro diz que já montou algumas artes conceituais e apresentações para os estúdios. Além disso, o diretor nos entristeceu falando sobre como a adaptação poderia ter sido incrível…

Um dia eu mostro as artes, mostro tudo o que fizemos. Produzimos mais de 300 peças de artes conceituais, storyboards e modelos. Vocês vão chorar e perguntar: “Por que não fizeram?”. Nós pensamos que tínhamos um plano sólido. US$ 150 milhões de orçamento, Tom Cruise e James Cameron produzindo, a ILM fazendo os efeitos e eu acho que um filme de terror de larga escala seria ótimo…Mas tínhamos opiniões diferentes, o estúdio não achava isso bom não. Ser um filme para maiores foi o que fechou a decisão. Talvez se fosse não recomendado para menores de 13 anos… ou se eu dissesse que seria assim. Mas eu sou muito bom moço, eu deveria ter mentido. Mas não menti“, finalizou o cineasta.

Nas Montanhas da Loucura foi publicado em 1931 e mostra os detalhes de uma desastrosa expedição à Antártida, onde os exploradores se depararam com horrores inimagináveis.

The following two tabs change content below.
Jornalista e radialista, é um dos fundadores do Bode na Sala. Tem 25 anos, se orgulha de ter nascido em São Borja, no interior do Rio Grande do Sul, e, atualmente, mora em Porto Alegre. Trabalhou em todas as áreas que se pode imaginar, mas acabou caindo no submundo geek. É fã do Jim Carrey, acha que o Ben Affleck é o melhor Batman do cinema, não suporta pseudo-cultismo e pretende dominar o mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *