Bode na Sala
Especiais Filmes Notícias

Especial | Seis cenas marcantes do cinema que foram improvisadas

Especial | Seis cenas marcantes do cinema que foram improvisadas

Por Carlos Redel

Fazer um filme é algo bem complexo. Tudo na produção tem que sair perfeitamente dentro do planejado. Afinal, são vários milhões de dólares gastos para tirar um longa-metragem do papel. No entanto, alguns atores gostam de improvisar e, destas situações que não estavam no roteiro, acabam saindo momentos incríveis. Daí, fica impossível o diretor não acrescentar no filme…

Separamos cinco cenas memoráveis do cinema que, acredite ou não, foram totalmente improvisadas. Confira:

1. “Está falando comigo?”, em Táxi Driver (1976)

Para começar a lista, a cena improvisada mais marcante de todas. Durante a gravação de Táxi DriverMartin Scorsese pediu para Robert De Niro conversar com o espelho. A partir daí, o ator se virou e começou o seu show, mandando o famoso “You talkin’ to me?” (“Está falando comigo?”).

2. A caixa do colar, em Uma Linda Mulher (1990)

https://media1.popsugar-assets.com/files/thumbor/enYpI-QhcT9byBga16vDS3FXQsQ/fit-in/1024×1024/filters:format_auto-!!-:strip_icc-!!-/2014/03/19/933/n/1922283/41a92850da6ec273_necklace-scene-gif/i/Most-importantly-though-jewelry-box-snap.gif

Em entrevista, o diretor Garry Marshall revelou que a cena não estava planejada. Ou seja, foi uma zoeirinha do Richard Gere com Julia Roberts, que acabou reagindo da melhor maneira possível. Não tem como não amar esse filme.

3.  Coringa e a explosão do hospital, em Batman: O Cavaleiro das Trevas (2008)

Originalmente, o Coringa deveria sair caminhando do hospital, entrar no ônibus e ir embora. No entanto, ao perceber uma pausa nas explosões, Heath Ledger acabou improvisando esta cômica reação do personagem, em que ele dá batidinhas no detonador e, depois, sai correndo. Sensacional.

4. Indiana Jones sem paciência, em Os Caçadores da Arca Perdida (1981)

O roteiro previa uma cena de luta de espadas entre Indiana Jones e o bandido. O problema é que, um dia antes das filmagens, Harrison Ford sofreu de uma forte intoxicação alimentar e estava indisposto para a intensa sequência de ação. Então, o ator conversou com o diretor Steven Spielberg e os dois acabaram reescrevendo a cena, que, convenhamos, ficou ótima.

5. Han Solo sendo Han Solo, em Star Wars: O Império Conta-Ataca (1980)

Harrison Ford ataca de novo. Pouco antes de ir para a carbonite, Han Solo (Ford) acaba trocando um beijo com Leia (Carrie Fisher). Logo após, ela se declara para ele com um “Eu te amo” e recebe como resposta do seu amado um “Eu sei”. No roteiro, o personagem de Ford deveria responder “Eu também te amo”, mas isso não seria muito a cara do Han. Por isso, o ator improvisou. A versão não agradou muito George Lucas, mas acabou entrando no filme. E virou clássico.

6. O monólogo de Rutger Hauer, em Blade Runner (1980)

Um dos momentos mais emocionantes de Blade Runner é o monólogo de despedida do personagem de Rutger Hauer. A cena, de acordo com o documentário On the Edge of Blade Runner, foi reescrita e improvisada pelo ator. Nada menos que genial.

Obs.: Muitas cenas importantes ficaram de fora. Então, logo teremos uma segunda parte desta lista. Nos acompanhe pelo Facebook e se inscreva no nosso canal do YouTube.

The following two tabs change content below.
Jornalista e radialista, é um dos fundadores do Bode na Sala. Tem 26 anos, se orgulha de ter nascido em São Borja, no interior do Rio Grande do Sul, e, atualmente, mora em Porto Alegre. Trabalhou em todas as áreas que se pode imaginar, mas acabou caindo no submundo geek. É fã do Jim Carrey, acha que o Ben Affleck é o melhor Batman do cinema, não suporta pseudo-cultismo e pretende dominar o mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close